Topo

Pastor americano quer transformar casa de strip-tease em igreja

Pastor Art Hage quer transformar a casa do pecado Pink Pony em uma casa de Deus - Reprodução/ WSAZ
Pastor Art Hage quer transformar a casa do pecado Pink Pony em uma casa de Deus Imagem: Reprodução/ WSAZ

Do UOL Notícias, em São Paulo

13/12/2011 08h56

Sai o pole dance, entra o altar. Desaparecem as garotas seminuas, surgem as figuras sacras. Essa deve ser a transformação que o clube de strip-tease Pink Pony deve sofrer em breve. Um pastor pretende transformar a casa de strip-tease em igreja, na Virginia Ocidental, EUA.

O pastor Art Hage tem esperança de mudar o espírito do antigo bar de entretenimento masculino. "Ele tem uma má reputação e nós sentimos que poderíamos melhorá-lo", disse ao "Charleston Gazette". Para alcançar seu objetivo, Hage está buscando US$ 795 mil para reestruturar o local.

O Pink Pony possui uma fama negativa na região não apenas por ser uma casa de strip-tease. Em 2003, um cliente chamado Jack Whittaker foi drogado e roubado em US$ 500 mil naquele estabelecimento. A vítima disse ter sido drogado pelos empregados da casa e teve sua pasta com o dinheiro retirada de seu carro. Dois empregados foram acusados de roubo e o dinheiro foi recuperado, mas o Pink Pony perdeu sua licença para vender bebida alcoólica.

Os proprietários do clube conseguiram recuperar a licença em 2008, mas uma comissão do condado local concluiu que a abertura de um novo clube na região violaria uma proibição que impede negócios para público adulto próximo a outros estabelecimentos que vendem álcool.

O prédio está vago desde o ano passado, quando um juiz negou a última apelação do clube para recuperar a licença. Paralelamente, Hage disse que estava procurando um local para abrigar seus cultos. "Um amigo me encorajou a procurar naquela região. Há necessidade de uma igreja naquela área", disse.

Segundo Hage, a igreja iria atender de 200 a 300 famílias. "Seria basicamente um centro de reabilitação para ajudar pessoas envolvidas em tráfico, drogas, jogos e todo tipo de imoralidade". As informações são do "Charleston Gazette" e da TV local "WSAZ".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Internacional