PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Em evento com Ricky Martin, Obama rebate Romney e diz que casamento gay "fortalece famílias"

Do UOL, em São Paulo

14/05/2012 21h50

O presidente americano Barack Obama defendeu pela primeira vez em um evento público, nesta segunda-feira (14), que casais homossexuais devem ter o direito de se casar.

“Isso não enfraquece as famílias. Isso fortalece as famílias”, disse Obama a uma audiência formada por gays, lésbicas e simpatizantes em um evento de arrecadação de fundos para sua campanha à reeleição. “Isso é a coisa certa a se fazer”.

O ato teve como anfitrião o cantor porto-riquenho Ricky Martin, que, em 2010, revelou ser homossexual.

“Nunca nos equivocamos quando ampliamos os direitos e as responsabilidades das pessoas”, disse Obama no evento, que teve ingressos ao valor inicial de US$ 5.000 (quase R$ 10.000).

A declaração do presidente foi uma resposta do democrata ao republicano Mitt Romney, que afirmou em discurso que “casamento é uma relação entre homem e mulher”. Romney deverá ser indicado pelo Partido Republicano como adversário de Obama para a disputa presidencial, em novembro.

Na última semana, em uma entrevista à rede “ABC”, Obama declarou ser favorável ao casamento gay, tornando-se o primeiro presidente em exercício dos Estados Unidos a assumir esta posição.

Nesta segunda, o presidente americano também defendeu a anulação de uma lei federal que define o casamento como sendo um ato entre um homem e uma mulher. Ao falar com os jornalistas pouco antes do início de seu discurso, Obama não quis responder se estaria disposto a liderar pessoalmente a luta pela revogação da norma.

Obama dedicou o dia a três grupos de eleitores considerados essenciais em sua campanha: mulheres, jovens e gays e lésbicas. Ele esteve em um colégio para mulheres e participou de um programa voltado para mulheres.

(Com agências internacionais)

Internacional