PUBLICIDADE
Topo

Vaticano é acusado de gastar R$ 58 mi em apartamentos em complexo que abriga maior sauna gay da Europa

O cardeal indiano Ivan Dias chega ao Vaticano nesta segunda (11) para reunião do conclave - Johannes Eisele/AFP
O cardeal indiano Ivan Dias chega ao Vaticano nesta segunda (11) para reunião do conclave Imagem: Johannes Eisele/AFP

Do UOL, em São Paulo

11/03/2013 17h47Atualizada em 11/03/2013 18h24

A apenas um dia antes do início do conclave no Vaticano, a notícia de que a Santa Sé teria gasto 23 milhões de euros (cerca de R$ 58,7 milhões) na compra de um complexo de apartamentos em Roma, que abrigaria também a maior sauna gay da Europa, irrompeu nos sites internacionais.

Escolha do novo papa

  • Veja todos os passos do conclave

  • Número de católicos no mundo

O site do jornal britânico "The Independent" classifica a denúncia como um escândalo e relata que 18 apartamentos pertenceriam ao Vaticano, a maioria deles abriga padres.

Segundo a reportagem, o cardeal indiano Ivan Dias, 76, figura sênior do Vaticano que é chefe da Congregação para a Evangelização dos Povos, e também deve participar do conclave, é quem mais estaria preocupado com a repercussão da notícia.

Dias teria um apartamento de 12 quartos no primeiro andar do bloco, a poucos metros do local onde fica a suposta sauna.

A sauna é conhecida por suas "noites de urso", anunciada em sua página na internet.

Conclave para escolha do novo papa
Conclave para escolha do novo papa
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','71210', '')

Internacional