PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Maduro está 18 pontos à frente de Caprilles, mostra pesquisa

Do UOL, em São Paulo

20/03/2013 12h16

Se as eleições presidenciais na Venezuela fossem esta semana, o candidato socialista Nicolás Maduro obteria 53% dos votos, enquanto o candidato de direita Henrique Capriles teria 35% dos votos – uma diferença de 18 pontos percentuais.

UOL EM CARACAS

  • AP

    Na Venezuela, preço de um iogurte equivale a três tanques de gasolina

  • Carlos Iavelberg/UOL

    Brasileiros chavistas dizem que processo revolucionário vai continuar

  • Carlos Iavelberg/UOL

    'Ele me recebeu, então precisava me despedir', diz brasileira que viu corpo de ChávezCarlos Iavelberg/UOL

  • Enfermeira de hospital onde Chávez morreu espera 24 h para ver corpo

  • Carlos Iavelberg/UOL

    Boné que alude a golpe fracassado de Chávez vira suvenir cobiçado na Venezuela

  • AFP

    "Oposição deve enfrentar Maduro nas eleições, e não Chávez", diz analista venezuelano

  • AFP

    De 'esquerda', torcida do Caracas ignora homenagem a Chávez e vibra com vitória

Os números foram divulgados pelo diretor da Hinterlaces (empresa que analisa intenções de votos), Oscar Schemel. Segundo ele, 61% dos venezuelanos acreditam que Maduro será o vencedor do pleito no país, marcado para 14 de abril.

Schemel explicou que os números são resultado de uma pesquisa eleitoral feita em 1,6 mil localidades da Venezuela até o dia 16 de março.

A Hinterlaces foi uma das entidades que previram a vitória de Chávez em outubro, que com mais de 55% derrotou Capriles (44%), governador do Estado de Miranda (norte).

O líder opositor rejeita as pesquisas da empresa. 

Sete candidatos deverão disputar as eleições presidenciais de 14 de abril na Venezuela, informou o Conselho Nacional Eleitoral (CNE), que recusou o registro de um dos postulantes, Gonzalo Contreras, por descumprimento de um dos requisitos legais para a candidatura: a apresentação do plano de governo.

Além do presidente interino Nicolás Maduro e do oposicionista Henrique Capriles, que perdeu a última eleição para Hugo Chávez, em outubro do ano passado, poderão concorrer ao cargo Eusebio Méndez, Reina Sequera, María Bolívar, Fredy Tabarquino e Julio Mora.

Apontado pelo próprio Chávez como seu futuro sucessor, Maduro entra na disputa com o apoio de 14 organizações. Principal nome da oposição, o governador do estado de Miranda, Henrique Capriles, é o candidato da Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Hugo Chávez, que foi eleito em outubro para o quarto mandato consecutivo, morreu no último dia 5, em Caracas. Ele não chegou a tomar posse do cargo na data prevista, 10 de janeiro, porque estava em Cuba para tratamento de câncer. Nicolás Maduro, que era o vice-presidente de Chávez, assumiu interinamente a chefia do governo.

Outras pesquisas

Uma pesquisa do instituto Datanálisis, divulgada na segunda-feira (18) pelo banco de investimentos britânico Barclays, indicou que Maduro, que assumiu a presidência interina após a morte de Chávez, está 14,4 pontos à frente de Capriles, com 49,2% das intenções de voto contra 34,8% de seu rival, mas não indicou o percentual de indecisos.

O Datanálisis não confirmou os resultados da pesquisa porque seu fim é privado. 

(Com informações da Agência Brasil)

Internacional