PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Polícia identifica 2 suspeitos por atentado de Boston e deve divulgar imagens, diz imprensa

Do UOL, em São Paulo

18/04/2013 09h31

A polícia identificou dois suspeitos pelos atentados a bomba na Maratona de Boston, segundo informações divulgadas pela imprensa norte-americana nesta quinta-feira (18). Segundo as autoridades, os dois carregavam sacos pretos em cada um dos locais onde aconteceram as duas explosões, a um quarteirão de distância um do outro.

Personagens da tragédia

  • Reprodução/The Boston Globe

    Irmãos que assistiam à Maratona de Boston perdem uma perna cada um

  • Reprodução/Facebook

    Estudante chinesa morta na Maratona de Boston é identificada

  • Reprodução/Boston Globe

    Criança de 8 anos morta em ataque esperava o pai na chegada da maratona

  • Charles Krupa/AP

    Homem que tentou suicídio após filho morrer no Iraque vira herói

  • Reprodução/Facebook

    Mulher de 29 anos é a segunda vítima fatal da Maratona de Boston

  • Arquivo pessoal

    "Não sabíamos para onde era seguro ir", diz brasileira em Boston

  • Arquivo pessoal

    Passei pela chegada 1 min antes da explosão, diz brasileira em Boston

  • Reprodução

    Brasileiro que olhava maratona é salvo da explosão em Boston por minutos

Segundo uma fonte, as autoridades devem divulgar as imagens nesta quinta-feira (18) para pedir ao público ajuda na identificação da dupla. A mesma fonte disse ao jornal "The Boston Globe" que os suspeitos foram identificados a partir de câmeras de segurança.

A edição desta quinta-feira do tabloide norte-americano "New York Post" divulgou uma imagem onde supostamente aparecem dois suspeitos dos atentados.

Segundo a publicação, as imagens estão circulando entre policiais para ajudar na localização dos dois. Porém, não há confirmação oficial de que os homens nas imagens são suspeitos.

Ainda de acordo com a publicação, um deles estava levando uma mochila preta no dia dos ataques. O jornal afirma que as autoridades sabem as identidades dos dois suspeitos, mas que não tinham evidências para detê-los no dia das explosões.

O atentado

Na segunda-feira (15), duas bombas detonadas próximas da linha de chegada da maratona deixaram três mortos e mais de 170 feridos. Muitos sobreviventes das explosões sofreram amputações, e 17 continuam internados em estado grave.

Ainda não há informações sobre a autoria do ataque. Na quarta-feira (17) a imprensa americana chegou a noticiar que um suspeito foi detido, apenas para desmentir a informação minutos mais tarde, após o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a polícia de Boston e o FBI negarem que qualquer pessoa estivesse sob custódia.

Também na tarde de quarta-feira (17), o tribunal federal de Boston foi evacuado por uma "ameaça de segurança". Uma hora depois, um funcionário de segurança deixou o tribunal e acenou com uma bandeira verde, sinalizando que os funcionários poderiam voltar.

Panelas usadas como bomba

As autoridades suspeitam que as bombas tenham sido preparadas com pólvora e objetos metálicos colocadas dentro de panelas de pressão.

Instruções sobre como fazer bombas usando panelas de pressão foram publicadas há três anos na revista on-line Inspire, ligada à Al Qaeda, segundo informações divulgadas pelo jornal americano "USA Today". O artigo leva o nome de "Como fazer uma bomba na cozinha da sua mãe".

Testemunhas de Boston contam pânico e tumulto após explosões

Duas bombas explodem durante Maratona de Boston, nos EUA

Internacional