PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Dono de barco onde suspeito de Boston foi encontrado diz que não quer doações

Do UOL, em São Paulo

23/04/2013 22h56

O proprietário do barco onde estava escondido Dzhokhar Tsarnaev, 19, acusado de ser co-autor do atentado à Maratona de Boston, disse nesta terça-feira (23) em uma entrevista a uma rede de TV local que não é mais que um “herói acidental” e que não quer o dinheiro que estão levantando para que ele compre uma nova embarcação --o barco dele foi destruído por balas disparadas durante o cerco policial.

"Eu perdi apenas um barco. Há pessoas que perderam as pernas”, disse David Henneberry, morador de Watertown (região metropolitana de Boston), acrescentando que prefere que os valores sejam doados às vítimas dos atentados. No total, foram três mortos e mais de 260 feridos.

Henneberry contou que não havia nada que indicasse a presença do suspeito no interior de seu barco. Ele conta que, após o toque de recolher anunciado pelas autoridades, que procuravam Dzhokhar, decidiu ir até o quintal verificar o barco.

“A cobertura não parecia estar como eu havia deixado, mas achei que poderia ter sido o vento.” Segundo ele, apenas quando já estava dentro do barco observou grande quantidade de sangue no chão da embarcação e, então, avistou o suspeito, deitado.

“Ele não se moveu. Ele estava deitado ao lado do motor, no chão. Eu não conseguia ver o rosto dele. Felizmente eu não vi o rosto dele”, disse Henneberry.

Internacional