PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Manifestantes rejeitam ultimato de Erdogan e irão à casa do premiê

Do UOL, em São Paulo

13/06/2013 14h29

Os manifestantes que ocupam o parque Gezi, em Istambul, indicaram nesta quinta-feira (13) se negam a retirar do local, apesar do ultimato lançado pelo premiê turco Recep Tayyip Erdogan.

"Ficaremos no parque Gezi com nossas barracas, nossos sacos de dormir, nossas canções, nossos livros, nossos poemas e todas as reivindicações", declarou o advogado Can Atalay, em nome do principal grupo de manifestantes, o Solidariedade Taksim.

Na rede de microblog Twitter, a página de apoio ao grupo anunciou uma caminhada de intelectuais e artistas de Taksim rumo à residência oficial de Erdogan em Ancara, capital turca. 

Em seu ultimato, o premiê exigiu que manifestantes abandonem imediatamente o parque, epicentro dos protestos políticos que agitam a Turquia há duas semanas.

Fim da paciência

"Tivemos paciência até agora, mas a paciência está se esgotando. Faço meu último aviso: mães, pais, por favor, retirem seus filhos", disse Erdogan em um discurso em Ancara para os prefeitos de seu partido, o Partido da Justiça e Desenvolvimento (AKP).

"Não podemos esperar mais porque o parque Gezi não pertence às forças que o ocupam. Pertence a todos", completou.

Internacional