PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Internautas apontam manipulação em foto oficial de ditador norte-coreano

Sombras e contornos são apontados por internautas como sinais de montagem - AFP
Sombras e contornos são apontados por internautas como sinais de montagem Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

14/10/2013 16h45Atualizada em 15/10/2013 09h12

A autenticidade de uma imagem divulgada pela agência oficial de notícias da Coreia do Norte, a KCNA, está sendo contestada na internet por internautas que veem nela indícios de manipulação.

Na foto, o ditador  Kim Jong-un, é acompanhado por outras autoridades norte-coreanas em uma visita a um hospital infantil em construção. Kim e seus auxiliares aparecem na área externa do local. A imagem foi divulgada pela KCNA no dia 6 de outubro.

Em 2011, China fez o mesmo

  • Jun.2011 - Governo de Huili, China/Divulgação

Alguns sites, como o Kotaku, têm publicado a imagem destacando traços que indicariam a manipulação feita com uso de um editor de imagens, como o Photoshop. Sombras que não deveriam existir, tamanhos desproporcionais, pés-flutuando: tudo levaria a crer que os personagens na foto foram recortados de outra imagem e inseridos no novo cenário.

Nos comentários das imagens divulgadas na internet, alguns usuários questionam as teses conspiratórias, afirmando que a aparência de manipulação pode ser fruto de efeitos criados por alguns tipos de flash de máquinas fotográficas. Outros dizem que não haveria motivo para falsificação pelo fato de a imagem não retratar uma situação que pudesse gerar tensão política para Kim Jong-un.

Esta não é a primeira vez que indícios de manipulação são apontados em imagens oficiais de Kim Jong-un divulgadas pela KCNA.

Em março, em meio a um aumento na tensão militar na região devido ao anúncio da realização de testes nucleares pela Coreia do Norte, a agência oficial do país divulgou imagens que mostravam tropas norte-coreanas desembarcando em praia em exercício militar. A imagem apresentava diversos veículos aquáticos, mas que pareciam cópias reproduzidas na foto de um ou dois originais.

A agência France Presse, que distribuiu a foto da KCNA, removeu-a de seu banco de imagens posteriormente, dizendo haver "evidências de falsificação".

Na China

Em junho de 2011, o governo de Huili, na China, divulgou uma foto de três funcionários inspecionando uma estrada da província de Sichuan. A imagem oficial é uma montagem (veja acima), mas muito mal feita, a tal ponto que os funcionários parecem estar flutuando a alguns centímetros do asfalto.

O governo de Huili retirou a imagem e pediu desculpas no mesmo dia de sua divulgação.

Internacional