Topo

Ditador da Coreia do Norte impõe o próprio corte de cabelo aos homens do país

KCNA/Reuters
O líder norte-coreano Kim Jong-un visita uma fazenda de cogumelos em foto sem data divulgada pela agência de notícias central da Coreia do Norte (KCNA), em Pyongyang Imagem: KCNA/Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/03/2014 23h06

A ditadura de Kim Jong-un na Coreia do Norte parece não querer poupar nem mesmo a aparência de seus cidadãos. 

Primeiro, o governou determinou 10 modelos de cortes diferentes para os homens e 18 para as mulheres. Agora, em mais uma demonstração de autoritarismo --e excentricidade--, o jovem líder decidiu impor o próprio corte de cabelo a toda a população masculina do país. A informação é da rádio “Free Asia”, citada pela emissora britânica “BBC”. 

Com a nova medida, determinada há duas semanas, mas divulgada nesta quarta-feira (26), em breve, todos os homens norte-coreanos terão os cabelos raspados nos lados da cabeça e espetados em cima --ou, em uma rara variação, penteados para baixo e divididos ao meio-- nos moldes do corte do ditador.

Os primeiros a terem seus estilos redefinidos à moda de Kim Jong-un foram os estudantes da capital Pyongyang, mas logo a obrigação foi estendida para o restante da população masculina.   

“O corte de cabelo do nosso líder é muito particular, não fica bem em todos, dado que cada um tem um rosto e um formato de cabeça próprios", disse um norte-coreano cuja identidade não foi revelada. 

Corte ‘estilo socialista’

Segundo a "BBC", para incentivar os ‘do contra’, a TV estatal norte-coreana lançou a campanha “Vamos cortar o cabelo no estilo de vida socialista”.

Em entrevista ao jornal “Korea Times”, outro norte-coreano, este radicado na China, não aposta que o corte vai se popularizar no país. Para o entrevistado --que não teve a identidade revelada-- o corte “estilo socialista” mais parece “estilo contrabandista chinês”.

“Até meados dos anos 2000, este corte era conhecido como “cabelo de contrabandista chinês”, lembrou a fonte. (Com Ansa e BBC)