Topo

Voo tinha um casal recém-casado e outro em "segunda lua-de-mel"

Do UOL, em São Paulo

2014-03-26T15:12:42

26/03/2014 15h12

Enquanto se arrasta a operação de busca pelo avião da Malaysia Airlines desaparecido desde 8 de março, detalhes vão surgindo sobre as vidas dos passageiros do voo. Em alguns casos, famílias inteiras ficaram perdidas.

O voo MH370 fazia a rota entre Kuala Lumpur, na Malásia, para Pequim, na China, mas sumiu dos radares cerca de 40 minutos após a decolagem, em 8 de março. Na última segunda-feira, o governo malaio afirmou que o avião havia caído no sul do oceano Índico e que não havia sobreviventes. Mas até agora nenhum destroço foi encontrado, aumentando a angústia dos parentes daqueles que estavam a bordo.

Os malaios Norli Akmar Hamid, 33, e seu marido Razahan Zamani, 24, haviam se conhecido enquanto trabalhavam em um cadeia de supermercado em Kuala Lumpur, na Malásia, contou a BBC, citando jornais locais. 

A viagem, a primeira de avião do casal, era uma lua-de-mel tardia em Pequim, planejada depois que Norli sofreu um aborto espontâneo, afirmou um parente à agência de notícias Bernama. Eles estavam casados desde 2012.

Antes da viagem, Norli postou uma foto de um de seus gatos sentado sobre a mala. 

O jovem Yuchen Li havia recentemente obtido duas conquistas: havia terminado o doutorado em engenharia na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e se casado com Mingei Ma, sua colega na faculdade. Ela, porém, não estava no voo com ele.

Segundo a universidade, ele estava começando um novo emprego em Pequim. 

"Yuchen era uma pessoa muito talentosa e agradável, com uma carreira brilhante à sua frente", afirmou um porta-voz de Cambridge.

A página no Facebook da Churchill College postou uma foto do casal, dando os parabéns pelo casamento recente em Hubei, na China, e comentando: "Eles parecem fabulosos!"

O mais novo

O pequeno Wang Moheng também, prestes a completar dois anos de idade, também viajava de avião pela primeira vez. Estava acompanhado da mãe, Jiao Weiwei, 32, do pai, Wang Rui, e de dois avós de férias de uma semana na Malásia. 

Eles [os pais] disseram para outros pais na creche: 'Vamos sair do ar poluído de Pequim por alguns dias'", disse Xie Yongzhen, mãe de um dos coleguinhas de Moheng. 

Outras famílias da creche haviam se juntado a eles na viagem, mas voltaram em voos diferentes. Eles haviam se despedido no aeroporto de Kuala Lumpur, na Malásia, dizendo "Nos vemos na poluída Pequim". 

Famílias inteiras

A francesa Laurence Wattrelos, 52, estavam voltando de férias na praia com dois de seus três filhos -- Hadrien, 17, e Ambre, 14. A namorada de Hadrien, Zhao Yan, 18, também estava no voo.

Segundo o "Wall Street Journal", o marido de Laurence, Ghyslain Wattrelos, havia viajado no mesmo dia de Paris para Pequim, onde esperava se reencontrar com a família. Ao contrário, foi recebido por dois funcionários do consulado, que o informaram do desaparecimento do avião. 

O jornal norte-americano relatou ainda que seis membros de uma família chinesa -- incluindo uma criança de 4 anos e outra de 2 anos -- estão desaparecidos. (Com agências internacionais)

$escape.getH()uolbr_geraModulos($escape.getQ()embed-foto$escape.getQ(),$escape.getQ()/2014/voo-mh370-caiu-no-oceano-indico-1395683647214.vm$escape.getQ())

Mais Internacional