Topo

Para ministro da Malásia, sumiço de avião é "bênção disfarçada"

Do UOL, em São Paulo

03/04/2014 11h29

Em mais um capítulo da série de gafes cometidas por autoridades da Malásia no caso do desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines, há quase um mês, o ministro da Defesa malaio, Hishammuddin Hussein, afirmou que a tragédia pode ser uma "bênção disfarçada". 

Na noite de quarta-feira (2), de acordo com o diário "Daily Mail", o jornalista malaio Ismail Amsyar atribuiu ao ministro, no Twitter, a seguinte declaração: "O MH370 é uma bênção disfarçada para todos nós. Entendo agora a beleza da unidade, a doçura de ter um ao outro".

A resposta do ministro ao tuíte despertou ira ao redor do mundo: "É isso aí :)"

Usuários da rede imediatamente reagiram, qualificando a mensagem, que foi em seguida apagada, de "inapropriada" e "insensível". 

O jornalista Amsyar chegou a ser ameaçado de morte pela mensagem. Na manhã desta quinta (3), ele pediu desculpas "do fundo do coração". O ministro não comentou o caso. 

O governo da Malásia tem sido alvo de inúmeras críticas sobre como lidou com o desaparecimento do Boeing 777. 

Familiares dos passageiros acusam as autoridades de não serem transparentes na divulgação de informações e de disseminarem a confusão ao fazer comentários contraditórios. 

Eles cobram, por exemplo, que a Malásia dê provas de que o avião de fato caiu no Índico, como foi anunciado -- até o momento, nenhum destroço da aeronave, que desapareceu no dia 8 de março, foi encontrado, apesar da imensa operação internacional de busca. 

Internacional