PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Corpos de vítimas do voo MH17 começam a chegar à Holanda

Do UOL, em São Paulo

23/07/2014 11h37Atualizada em 23/07/2014 14h03

Os dois aviões que transportam os primeiros restos mortais das vítimas do voo da Malaysia Airlines MH17, que caiu na semana passada no leste da Ucrânia, chegaram nesta quarta-feira (23) no aeroporto de Eindhoven, no sul da Holanda.

Familiares e amigos das vítimas, o rei e a rainha da Holanda e o primeiro-ministro Mark Rutte se encontravam na pista de pouso para assistir a chegada da aeronave do Exército holandês que transportava 16 caixões e do avião australiano com 24 corpos.

O processo de identificação pode "levar semanas ou até meses", afirmou Rutte.

O país decretou nesta quarta-feira dia de luto nacional em homenagem aos 298 mortos, dos quais 193 eram holandeses. Os primeiros 200 corpos retirados do local da queda chegaram a Kharkiv na terça-feira em um trem refrigerado.

A operação para encontrar mais corpos e garantir a integridade das provas no local do acidente continua.

Os registros de dados do voo, as chamadas caixas-pretas, foram entregues às autoridades holandesas pela Malásia. Os dispositivos serão enviados para análise em Farnborough, no Reino Unido.

A análise ficará a cargo de uma equipe britânica da Agência de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB, na sigla em inglês), que examinará duas horas de conversas gravadas, bem como dados de voos que ficaram gravados.

A previsão é de que eles enviem detalhes das investigações para a Holanda dentro de 24 horas.

Internacional