PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Israel suspende trégua após "disparos incessantes de mísseis" do Hamas

Do UOL, em São Paulo

27/07/2014 04h46Atualizada em 27/07/2014 08h30

O Exército de Israel informou que suspendeu neste domingo (27) a trégua de 24 horas com o Hamas na faixa de Gaza após "disparos incessantes de mísseis" do movimento islâmico. Após a retomada dos ataques, o grupo islamita declarou que aceita um novo cessar-fogo de 24 horas.

De acordo com o anúncio israelense, cerca de doze mísseis foram atirados no domingo contra o país, sem deixar feridos, e, em retaliação, o Exército iria "continuar sua ação aérea, naval e terrestre na faixa de Gaza".

Ao menos três palestinos morreram em ataques separadas no leste de Gaza após o anúncio, segundo testemunhas ouvidas pela Reuters. A Al-Jazeera relata que fumaça foi vista em vários locais da faixa de Gaza.

Hamas havia rejeitado trégua

O gabinete de segurança de Israel havia aprovado uma proposta feita pela ONU (Organização das Nações Unidas) de que a trégua humanitária deste sábado (26) fosse estendida por mais 24 horas, segundo porta-voz das Forças Armadas, o coronel Peter Lerner. O Hamas já havia rejeitado a medida e manteve os disparos de foguetes.

A trégua unilateral de Israel deveria ocorrer até a meia-noite no horário local (18h de Brasília) deste domingo. Israel havia avisado que, durante o período, as Forças Armadas continuariam em missão terrestre e poderiam responder caso fossem atacadas pelos radicais islâmicos.