PUBLICIDADE
Topo

Corpos de 129 vítimas de queda de avião no Egito são resgatados

Do UOL, em São Paulo

31/10/2015 15h58

Equipes que trabalham nas buscas por vítimas da queda do avião da empresa russa MetroJet na península do Sinai, no Egito, já retiraram 129 corpos dos destroços, informou o primeiro-ministro egípcio, Sherif Ismail.

Em entrevista transmitida pela rede de televisão do governo do Egito, Ismail acrescentou que os trabalhos de resgate continuam na região montanhosa onde a aeronave, um Airbus A321, caiu.

O avião transportava 224 pessoas, sendo 217 passageiros e sete tripulantes. Ninguém sobreviveu. Todas as vítimas tinham nacionalidade russa, exceto três turistas ucranianos. Os corpos estão sendo levados até o Cairo em aviões militares.

O Airbus caiu 23 minutos após decolar da cidade de Sharm el-Sheikh neste sábado (31). O destino do voo era São Petersburgo, na Rússia. As duas caixas-pretas da aeronave foram localizadas, segundo autoridades egípcias.

Ainda não se sabe a causa da queda. Uma facção egípcia do grupo EI (Estado Islâmico) afirmou, via Twitter, ser responsável pelo incidente. No entanto, minutos após a divulgação da informação, o ministro dos Transportes russo, Maxim Sokolov, declarou que o avião não poderia ter sido derrubado por um míssil disparado pela facção. Sherif Ismail também descartou a possibilidade de a aeronave ter sido derrubada por terroristas. (Com agência internacionais)

Internacional