PUBLICIDADE
Topo

Bélgica entra em alerta máximo; polícia encontra armas em casa de suspeito

Soldados belgas patrulham o centro de Bruxelas na manhã deste sábado (21) - Youssef Boudlal/Reuters
Soldados belgas patrulham o centro de Bruxelas na manhã deste sábado (21) Imagem: Youssef Boudlal/Reuters

Do UOL, em São Paulo

21/11/2015 10h29

O governo da Bélgica entrou em alerta máximo neste sábado (21) contra ataques terroristas. O primeiro-ministro Charles Michel fez um pronunciamento pela manhã afirmando que as forças de seguranças conseguiram informações seguras de que há risco iminente de atentados na capital, Bruxelas.

O metrô foi fechado ainda na madrugada de sábado, e a ligação ferroviária entre Bruxelas e Paris está interrompida temporariamente.

De acordo com o alerta da Organização de Coordenação de Análise de Ameaças (OCAA) belga, emitido neste sábado, os habitantes de Bruxelas devem “evitar locais de grande concentração de pessoas” como “concertos, grandes eventos, bares e aeroportos” ou “transportes coletivos”, bem como espaços comerciais muito populares.  

Promotores federais belgas informaram que investigadores encontraram algumas armas na casa de uma pessoa acusada na sexta-feira (19) de crimes de terrorismo relacionados com os ataques da semana passada em Paris.
 
O gabinete da promotoria afirmou, em um comunicado, que não foram achados explosivos nem um cinto suicida, e não deu detalhes sobre as armas encontradas.
 
Um juiz acusou formalmente a pessoa, que não foi identificada, na sexta-feira, pela participação em atentados terroristas e atividades de uma organização terrorista.
 
(com informações das agências Reuters, EFE e AFP)
 
 

Internacional