Uso de tapete vermelho gigante por comboio presidencial irrita egípcios

Do UOL, em São Paulo

  • TV Estatal do Egito via AP

O presidente do Egito, Abdel-Fatah al-Sisi, está sendo duramente criticado depois de ter usado um tapete vermelho gigante para passar com seu comboio durante a inauguração de um projeto social na cidade.

Imagens da cena foram amplamente divulgadas nas redes sociais, com comentários criticando e zombando da iniciativa do governo. Muitos comentários questionaram a extravagância governamental em um momento em que o presidente defende a necessidade de cortar os subsídios do governo.

Um jornal local dedicou a maior parte do espaço de sua primeira página ao incidente. "Como o presidente nos pede para apertar o cinto enquanto seus 4 quilômetros de tapete vermelho dizem o contrário", disse a manchete do jornal Al-Maqal, cujo editor-chefe, Ibrahim Eissa, é um dos comentaristas de TV mais importantes do Egito.

Sisi, que assumiu o poder após a derrubada do ex-presidente Mohamed Morsi em 2013, apostou sua legitimidade na revitalização da economia após a Primavera Árabe. Os militares deram uma rara resposta pública sobre o tapete. Segundo eles, o tapete não foi comprado pela administração de Sisi e já tinha sido usado por mais de três anos em ocasiões semelhantes. (Com a Associated Press)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos