Morre na Índia adolescente que teve mais de 90% do corpo queimado após estupro

Do UOL, em São Paulo

  • AFP

    Mãe (centro) de adolescente morta após ser estuprada e incendiada chora durante seu funeral em Greater Noida, próximo a Nova Déli (Índia)

    Mãe (centro) de adolescente morta após ser estuprada e incendiada chora durante seu funeral em Greater Noida, próximo a Nova Déli (Índia)

Uma adolescente de 16 anos que foi estuprada e depois queimada viva no terraço de sua casa, perto de Nova Déli, na Índia, morreu na manhã desta quarta-feira (9), informou a polícia local.

O suposto agressor, identificado como um jovem de 19 anos, está detido.

A vítima teve mais de 90% do corpo queimado e não resistiu aos ferimentos.

"Infelizmente ela não pôde ser salva apesar dos esforços da equipe médica", afirmou Ashwani Kumar, segundo o jornal britânico "The Guardian".

De acordo com as primeiras reconstruções do caso, os pais escutaram gritos da filha e a encontraram queimada no terraço do condomínio onde vivem.

A notícia foi veiculada no mesmo dia em que o presidente da Índia, Pranab Mukherjee, fez um apelo de paridade de gênero por ocasião do Dia Internacional da Mulher, ontem.

"É intolerável que ainda nos dias de hoje existam mulheres expostas a violências brutais e selvagens somente pelo fato de serem mulheres", disse.

Com uma população de 1,2 bilhão de pessoas, a Índia sofre constantemente com crimes de estupro e violência contra a mulher. Estatísticas apontam que ocorre um estupro a cada meia hora. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos