PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Cão que ajudou a resgatar vítimas de terremoto morre de infarto no Equador

O labrador Dayko, que ajudava a resgatar vítimas em Pedernales - Reprodução/Facebook Cuerpo De Bomberos Ibarra Ibarra
O labrador Dayko, que ajudava a resgatar vítimas em Pedernales Imagem: Reprodução/Facebook Cuerpo De Bomberos Ibarra Ibarra

Do UOL, em São Paulo

26/04/2016 12h39

O Corpo de Bombeiros de Ibarra, no Equador, informou na sexta-feira (22) a morte de Dayko, um cão labrador que ajudou a resgatar vítimas do terremoto que atingiu a costa norte do país no último dia 16. Segundo a instituição, o cão teve um infarto dias depois de participar dos trabalhos de busca na cidade de Pedernales.

Dayko, que tinha 4 anos, foi deslocado com os bombeiros de Ibarra para colaborar nas buscas das pessoas desaparecidas no terremoto. O país contabiliza pelo menos 654 mortos e mais de 16 mil feridos; 58 ainda estão desaparecidos.

O labrador Dayko, que ajudava a resgatar vítimas em Pedernales - Reprodução/Facebook Cuerpo De Bomberos Ibarra Ibarra - Reprodução/Facebook Cuerpo De Bomberos Ibarra Ibarra
Imagem: Reprodução/Facebook Cuerpo De Bomberos Ibarra Ibarra

"Este amigo de quatro patas entregou sua vida ao cumprimento do dever. Obrigado, Dayko, por seu trabalho heróico em Pedernales e nas diferentes emergências que acudiu", disse o Corpo de Bombeiros em publicação no Facebook.

A morte de Dayko comoveu os equatorianos, que chegaram a criticar os Bombeiros por supostos maus tratos ao cachorro e por não ter dado descanso ao animal. A instituição se defendeu e disse que o que provocou a morte do cão foi uma hipertermia.

"Os cachorros não têm um sistema muito eficiente para regular sua temperatura, eles não podem eliminar o calor pela transpiração, como os seres humanos. Os cães regulam o calor de seu corpo através do intercâmbio gasoso que realizam pela respiração", disse o Corpo de Bombeiros.

Internacional