Cruz desiste e Trump é virtual candidato republicano nos EUA após vitória em Indiana

  • Jewel Samad/AFP

O pré-candidato republicano na disputa pela Casa Branca Donald Trump foi o vencedor das primárias realizadas nesta terça-feira (3) no Estado de Indiana. Com a vitória de Trump, o segundo colocado na disputa republicana até agora, o senador Ted Cruz, desistiu de sua candidatura, abrindo caminho para o magnata. Do lado democrata, o senador Bernie Sanders surpreendeu e venceu a ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

A vitória de Trump o deixa ainda mais perto de conquistar os 1.237 delegados necessários para conseguir a nomeação. O presidente do Comitê Nacional Republicano dos Estados Unidos, Reince Priebus, publicou nesta terça-feira uma mensagem em sua conta no Twitter na qual reconheceu que o magnata Donald Trump é o "provável indicado" para ser candidato a presidente após a desistência de Ted Cruz e pediu unidade aos conservadores. "Donald Trump será o provável indicado do Partido Republicano, devemos nos unir e nos focar em derrotar (a favorita entre os pré-candidatos democratas) Hillary Clinton", afirma a mensagem de Priebus, acompanhada da hashtag #NeverClinton (Clinton Jamais). 

Em seu discurso, Trump parabenizou Cruz e o elogiou por sua força durante a disputa. "E ele terá um futuro excelente", disse Trump, que voltou a dizer ainda que agora é a hora de o partido se concentrar na disputa com Hillary.

Indiana tinha concentrado o último grande esforço de Ted Cruz e da chamada "campanha anti-Trump", que tentaram evitar uma nova vitória do bilionário nova-iorquino para ajudá-lo a conseguir o número de delegados suficiente até a convenção republicana de julho.

Em discurso televisionado em Indianápolis perante um grupo de apoiadores, o senador pelo Texas, que tinha se alçado durante os últimos meses como a única alternativa a Trump dentro do campo republicano, anunciou sua retirada, deixando sozinhos na corrida o magnata e o governador de Ohio, John Kasich. "Estamos suspendendo a nossa campanha. Mas me ouçam: não suspenderei nossa luta pela liberdade", disse Cruz em discurso ao admitir a derrota.

"Hoje deixamos tudo em Indiana. Demos tudo o que podíamos, mas o eleitores escolheram outro caminho e, por este motivo, é com o coração pesado mas otimismo no futuro desta Nação que estamos suspendendo nossa campanha", disse Cruz em um comício.

Cruz e Kasich não tinham qualquer chance matemática de vencer a corrida pela indicação, e ambos apostaram em uma estratégia para impedir que Trump obtivesse o número de delegados necessários até julho.

Disputa democrata

Do lado democrata, Hillary Clinton encara um panorama ainda mais favorável. Tal é a vantagem, que Hillary pode se dar ao luxo de perder nas futuras votações, incluindo a derrota desta noite. Com 2.176 delegados já em sua conta, Hillary Clinton necessita apenas de 20% dos mil delegados ainda em disputa para selar sua candidatura, que exige 2.383. Como a distribuição de cada Estado é proporcional, a pré-candidata democrata soma delegados mesmo quando Sanders ganha.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos