Ataque a festival de música eletrônica deixa 5 mortos em cidade turística no México

Do UOL, em São Paulo

Cinco pessoas morreram e 15 ficaram feridas durante um tiroteio a uma boate onde acontecia um festival de música na turística Playa del Carmen, no Caribe mexicano, na madrugada desta segunda-feira (16).

A prefeita de Solidaridad, municipalidade à qual pertence Playa del Carmen, Cristina Torres, informou à imprensa que o crime aconteceu no Festival BPM, na discoteca Blue Parrot, e que, conforme os primeiros relatos, um homem armado abriu fogo no estabelecimento, que fica a poucos metros da praia e próximo de hotéis e restaurantes.

Mais tarde,  o promotor do Estado de Quintana Roo, Miguel Ángel Pech Cen, confirmou que os mortos são dois canadenses, um italiano, um colombiano. Três deles eram integrantes da equipe de segurança do festival. A outra vítima é uma mulher de nacionalidade não divuldade, que teria morrido durante o tumulto que se seguiu ao tiroteio.

Outras 15 pessoas ficaram feridas, e oito delas já receberam alta, segundo o promotor.

Pech Cen descartou a possibilidade de ataque terrorista. Ele afirmou que o atirador aparentemente tentou ingressar na boate, mas foi impedido justamente por estar portando uma arma. O tiroteio teria começado nesse instante.

A imprensa local indica que o ataque pode ter relação com uma disputa de grupos organizados rivais para controlar a venda de drogas nas boates e bares de Playa del Carmen.

Reprodução/Twitter Rolando Medina
Público do festival de música eletrônica BPM se protege durante o tiroteio

De acordo com as investigações preliminares, além do atirador, outras duas pessoas também teriam participado do ataque, mas não abriram fogo contra as pessoas que estavam no local.

Três pessoas foram detidas nos arredores da boate pouco depois do incidente, que ocorreu por volta das 3h locais (6h em Brasília). No entanto, ainda não há provas de que eles participaram do ataque.

Pech Cen explicou que alguns dos mortos foram encontrados na praia da boate. Os agentes estão percorrendo os estabelecimentos da região para obter imagens gravadas pelas câmeras de segurança. 

A organização do Festival BPM lamentou a morte dos seguranças da boate e afirmou que os tiros começaram na frente da boate.  "O Festival BPM está trabalhando com as autoridades locais para garantir a segurança para todos os visitantes. Estamos abalados com esse ato de violência sem sentido, e estamos cooperando com as forças de segurança durante a investigação. Nossos pensamentos e orações vão para as vítimas e suas famílias", disse a organização em nota oficial.

Reprodução/Twitter Priscilla Cantu
Movimentação em frente ao Blue Parrot Club após o tiroteio

Turistas publicaram vídeos nas redes sociais mostrando pessoas correndo após os tiros terem sido disparados.

O DJ escocês Jackmaster postou, durante a madrugada, que até cinco pessoas haviam morrido no ataque.

"Alguém entrou na boate em Playa del Carmen e abriu fogo. Quatro ou cinco pessoas mortas, e muitos feridos. Fiquem no hotel se você está aqui no [festival] BPM", escreveu o DJ no Twitter.

Playa del Carmen fica no Estado de Quintana Roo, próxima a Cancún e outros destinos turísticos famosos na região conhecida como Riviera Maia.

O BPM Festival, que atrai cerca de 70 mil pessoas anualmente, é um dos eventos mais movimentados da cidade e completou 10 anos em 2017. O festival começou no dia 6 de janeiro e seria encerrado na noite de domingo. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos