Pastor com histórico de declarações polêmicas fará culto para Trump antes da posse, diz CNN

  • Gage Skidmore/Wikimedia

Um pastor com histórico de declarações polêmicas contra muçulmanos, católicos e gays celebrará um culto privado para a família Trump antes da posse do presidente eleito dos EUA, revelou nesta quinta-feira (19) a rede CNN.

A celebração na igreja de St John's é uma das tradições do dia da posse presidencial nos EUA. 

O pastor batista Robert Jeffress lidera um megatemplo com 12 mil membros em Dallas, no Texas, de acordo com a CNN.

Segundo a rede de TV, entre suas declarações polêmicas estão dizer que a Igreja Católica foi "desviada por Satã", que o Islã é uma heresia "das profundezas do inferno" e uma religião que promove a pedofilia e que o presidente dos EUA, Barack Obama, "preparou o caminho para o Anticristo". 

O pastor também teria dito que muçulmanos, hindus e mórmons adoram falsos deuses.

Além das famílias de Donald Trump e de seu vice, Mike Pence, cerca de 300 pessoas devem participar do culto.

Mala preta, Bíblias e carona com Obama: veja curiosidades da posse de Trump

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos