Atentado do EI com carro-bomba deixa ao menos 40 mortos em Bagdá

Do UOL, em São Paulo

  • Wissm al-Okili/Reuters

    Homens olham destroços de carro-bomba em Sadr City, bairro xiita de Bagdá, no Iraque

    Homens olham destroços de carro-bomba em Sadr City, bairro xiita de Bagdá, no Iraque

Pelo menos 40 pessoas morreram nesta quinta-feira (16) e outras 60 ficaram feridas após explosão de um carro-bomba no sudoeste da capital do Iraque, Bagdá, informou uma fonte policial.

O veículo explodiu em uma concessionária, que fica na região de Al-Bayaa, o que também causou danos materiais tanto em veículos como em prédios próximos.

O Estado Islâmico reivindicou o atentado, o mais violento na capital no correr do ano.

As Forças de Segurança iraquianas conseguiram hoje desativar os explosivos de um outro carro, que estava estacionado em uma garagem, no bairro Cidade de Sadr, uma região populosa de maioria xiita localizada no leste de Bagdá.

Na terça-feira passada, outro veículo explodiu em Al-Bayaa e provocou a morte de três pessoas e outras dez ficaram feridas, segundo informou uma fonte de segurança à Efe.

O atentado aconteceu dois dias depois que milhares de pessoas se manifestaram no centro de Bagdá por causa do funeral de vários civis que morreram no sábado passado em confrontos entre as Forças de Segurança iraquianas e manifestantes, a maioria deles simpatizantes da corrente xiita Al-Sadr, dirigida pelo influente clérigo Moqtada al-Sadr.

Desde o começo do ano foram frequentes os atentados terroristas em Bagdá e outros pontos do Iraque, enquanto o Exército e outras forças combatem o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) na cidade de Mossul. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos