Trump assina novo decreto que deixa o Iraque de fora do bloqueio migratório

Do UOL, em São Paulo

  • Carlos Barria/ Reuters

    O presidente dos EUA, Donald Trump, assina a ordem executiva revisada que impede a entrada de imigrantes de seis países de maioria muçulmana nos EUA

    O presidente dos EUA, Donald Trump, assina a ordem executiva revisada que impede a entrada de imigrantes de seis países de maioria muçulmana nos EUA

O presidente dos EUA, Donald Trump assinou uma nova ordem executiva nesta segunda-feira (6) impedindo a entrada de imigrantes de seis países de maioria muçulmana. O Iraque, que estava no decreto de janeiro, está fora do veto.

O decreto mantém o bloqueio para pessoas provenientes do Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen. No entanto, quem possui vistos válidos e permissões de residência poderão ingressar no país, informou o governo. Com o novo decreto, pessoas desses países ficam proibidos de entrar nos EUA por 90 dias a partir de 16 de março

O secretário americano de Estado, Rex Tillerson, afirmou que novo decreto migratório é vital para  fortalecer a segurança nacional dos Estados Unidos.

"A ordem executiva assinada pelo presidente para proteger a nação da entrada de terroristas estrangeiros é uma medida vital para fortalecer nossa segurança nacional", afirmou o chefe da diplomacia americana.

No decreto de janeiro, que foi bloqueado pela justiça, Trump havia determinado a suspensão de entrada dos refugiados durante 120 dias, mas no caso dos sírios a proibição era por tempo indefinido.

Na época, o decreto causou pânico e caos nos aeroportos dos EUA enquanto a equipe de segurança nacional tentava interpretar a ordem a ser implementada. Viajantes foram detidos depois de desembarcarem para os EUA ou foram impedidos de de embarcar no avião. A ordem se tornou rapidamente em um desafio jurídico.

A ordem revisada assinada hoje é mais sucinta e especifica que a proibição não se aplica àquelas que já possuem um visto válido ou a pessoas que possuem o "Green Card" (visto permanente).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos