Ausência de aperto de mão gera climão entre Merkel e Trump

Do UOL, em São Paulo

  • Jonathan Ernst/Reuters

    O presidente dos EUA, Donald Trump, recebe a chanceler (premiê) da Alemanha, Angela Merkel, no Salão Oval da Casa Branca, em Washington

    O presidente dos EUA, Donald Trump, recebe a chanceler (premiê) da Alemanha, Angela Merkel, no Salão Oval da Casa Branca, em Washington

O presidente dos EUA, Donald Trump, pareceu recusar o aperto de mão na chanceler (premiê) alemã, Angela Merkel, durante encontro no Salão Oval da Casa Branca, nesta sexta-feira (17), causando constrangimento geral.

Os fotógrafos estavam fazendo imagens dos dois líderes quando começaram a pedir "aperto de mão, aperto de mão!". 

Segundo relato de jornalistas, Merkel se vira então para Trump e pergunta: "Você gostaria de um aperto de mão?".

Trump completamente ignora a chanceler e continua olhando para a frente, enquanto Merkel volta à sua posição com uma feição embaraçada.

Apertos de mão são tradicionais nos encontros de presidentes americanos com líderes internacionais no Salão Oval.

 

Os apertos de mão de Trump a líderes internacionais já causaram muita polêmica.

Com o premiê japonês, Shinzo Abe, o cumprimento durou tanto tempo que o asiático terminou com o muxoxo.

Já o premiê canadense, Justin Trudeau, pareceu vir preparado e conseguiu "neutralizar" o aperto de mão do presidente americano.

Não se sabe se houve algum mal-estar durante o encontro privado entre Merkel e Trump.

No passado, Trump fez várias críticas a Merkel, especialmente à sua política de receber imigrantes.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos