Líderes mundiais lamentam e condenam ataque em Londres

Do UOL, em São Paulo

O primeiro-ministro italiano, Paolo Gentiloni, expressou suas condolências ao povo britânico após o ataque terrorista ocorrido nesta quarta-feira (22) contra o Parlamento.   

"A Itália está próxima ao povo e ao governo britânico diante do ataque que atingiu o coração de Londres e de suas instituições democráticas. Exprimo as minhas condolências, do governo italiano e as minhas pessoais, aos familiares das vítimas e a proximidade aos feridos. Itália e Reino Unido estão lado a lado na condenação e na firme resposta contra toda a forma de terrorismo", disse Gentiloni.   

Já a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou que "mesmo que as circunstâncias deste ato devem ser ainda esclarecidas com precisão, confirmo em nome da Alemanha e de seus cidadãos a nossa luta contra qualquer forma de terrorismo é firme e decidida ao lado da Grã Bretanha".   

Merkel ainda acrescentou que "nestas horas, somos solidários com nossos amigos britânicos e com todas as pessoas de Londres.   

Já a Casa Branca se manifestou através do porta-voz do governo de Donald Trump, Sean Spicer. O representante confirmou que o presidente conversou por telefone com a premier Theresa May e reafirmou a crença dos norte-americanos de que esse foi um "ato terrorista".   

O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, também se manifestou condenando "este horrível ato de violência perpetrado por indivíduos com problemas ou terroristas".   

O premier francês, Bernard Cazeneuve, também se manifestou e expressou "solidariedade" aos britânicos neste momento "terrível" e disse que todos os franceses estão "prestando apoio" ao país. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos