De volta de viagem e em meio a novas denúncias, Trump critica a mídia no Twitter

Do UOL, em São Paulo

  • Mandel Ngan/AFP

Nem bem voltou a Washington de sua primeira viagem internacional, e em meio a novas denúncias de envolvimento de autoridades russas com membros de seu governo, o presidente Donald Trump amanheceu o domingo (28) criticando a mídia no Twitter.

"Acabei de voltar da Europa. A viagem foi um grande sucesso para América. Trabalho duro, mas grandes resultados!", começou Trump, por volta das 8h locais. 

Em seguida, sem comentar nenhum caso especial, continuou: "É minha opinião que muitos desses vazamentos vindos da Casa Branca são mentiras fabricadas inventadas pela mídia #NotíciasFalsas".

"Sempre que você vê as palavras 'fontes dizem' na mídia das notícias falsas, e eles não mencionam nomes... é muito possível que essas fontes não existam mas sejam inventadas por escritores de notícias falsas. #NotíciasFalsas são o inimigo!."

O último desses vazamentos veio à tona na sexta-feira, pelo "Washington Post", e relata que o genro de Trump e seu conselheiro, Jared Kushner, se encontrou privadamente com autoridades russas e tentou estabelecer com o Kremlin um canal secreto de comunicação.

A Casa Branca, até o momento, se recusou a comentar o caso.

Segundo o "Post", Kushner discutiu o caso com o embaixador russo, Sergei Kislyak, durante um encontro em dezembro do qual também participou o ex-assessor de segurança da Casa Branca, Michael Flynn. 

O diplomata russo, segundo o jornal, teria reportado a seus superiores em Moscou que Kushner fez a proposta durante um encontro realizado no começo de dezembro na Trump Tower, de acordo com comunicações russas interceptadas. Kislyak disse que o genro de Trump pediu que os encontros fossem realizados em missões diplomáticas russas nos EUA, como a embaixada ou os consulados.

A Casa Branca revelou o encontro em março, e o considerou insignificante. Mas pessoas ligadas ao caso do FBI dizem que a polícia federal americana agora considera o encontro, além de uma reunião de Kushner com um banqueiro russo, fatos de interesse da investigação.

A revelação torna Kushner o único atual funcionário da Casa Branca que está em investigação pelo FBI nesse caso. 

Ele acompanhava o sogro no tour pelo Oriente Médio e a Europa, mas acabou retornando antes. 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos