Putin sugere que inteligência americana esteja por trás de e-mails hackeados e da morte de Kennedy

Colaboração para o UOL

  • Dmitri Lovetsky/ AP

Um comentário do presidente da Rússia, Vladmir Putin, repercutiu com força nos Estados Unidos. Em entrevista à NBC, o líder sugeriu que o serviço de inteligência norte-americano tenha sido responsável pela morte do presidente John F. Kennedy, em 1963.

"Há uma teoria de que o assassinato de Kennedy foi organizado pelos serviços de Inteligência dos Estados Unidos", disse Putin. "Então, se esta teoria é correta - e isso não pode ser descartado -, então, o que poderia ser mais fácil, hoje em dia, que usar todos os meios técnicos à disposição dos serviços de inteligência e usar esses meios para organizar alguns ataques e depois apontar o dedo para a Rússia?", comentou durante a entrevista, gravada em São Petersburgo na última sexta-feira.

A declaração de Putin veio em meio a uma longa resposta sobre a Rússia ter hackeado e-mails do Partido Democrata e interferiu na eleição de Donald Trump como presidente dos EUA.

A teoria citada por Putin é de que os serviços de inteligência americanos poderiam ter feito a espionagem e culpado outra pessoa e culpado o espião Lee Harvey Oswald.

Durante toda a entrevista, o presidente russo foi duro nas declarações. Questionado sobre os desaparecimentos e as mortes de dissidentes e jornalistas russos, ele foi direto.

"Por que você sente que tem o direito de nos fazer esse tipo de perguntas?", disse Putin. "E faça isso o tempo todo para moralizar e nos dar aulas sobre como viver?".

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos