Passageiros fazem motim contra expulsão de imigrante em voo na Espanha

Colaboração para o UOL

Um fato inusitado aconteceu em um voo que partiria do aeroporto El Prat de Llobregat, em Barcelona, com destino a cidade de Dacar no último sábado (15). Um grupo de seis passageiros se levantou de seus assentos e se recusou a partir em apoio a um imigrante senegalês, que estava sendo extraditado do país. O voo, que estava previsto para decolar às 16h30 (horário local), acabou sofrendo atraso.

Segundo informações do jornal espanhol "La Vanguardia", fontes da empresa Vueling e do grupo de amotinados, o homem foi impedido de entrar no país e estava sendo obrigado a regressar ao Senegal depois de ter confirmada sua situação irregular ainda no aeroporto, uma vez que estava sem visto de residência ou trabalho.

De acordo com um dos passageiros, o senegalês começou a gritar quando estava sendo escoltado por dois policiais até a aeronave, o que fez com que outras pessoas se solidarizassem com sua situação e se negassem a ocupar seus assentos até que a decisão fosse revogada.

Após uma hora e meia de negociações, a Guarda Civil foi chamada e fez com que todos os presentes desembarcassem do avião. Posteriormente, os agentes identificaram os seis integrantes do grupo de amotinados e não autorizou seu regresso ao voo.

Apesar da tentativa, o grupo não conseguiu impedir que o homem fosse recolocado na aeronave, que partiu com uma hora de atraso, o que gerou problemas também no voo de volta à Espanha.

Agora, a Vueling terá que arcar com os prejuízos deste imprevisto, pagando a estadia em hotel dos 176 passageiros que deveriam ter viajado para Barcelona, além de indenizações referentes ao atraso.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos