Homem avisa a polícia que vai se suicidar e pede pressa: "sou doador de órgãos"

Colaboração para o UOL

  • Getty Images

    Polícia dos EUA não revelou identidade do homem, que não teve seus órgãos doados

    Polícia dos EUA não revelou identidade do homem, que não teve seus órgãos doados

A polícia de Maine, nos Estados Unidos, recebeu um chamado no mínimo curioso no último domingo (23). Um homem ligou para a emergência da cidade norte-americana dizendo que iria se matar.

Ele ainda cobrou que os legistas deveriam "se apressar", pois era doador de órgãos.

O chefe de polícia David Bucknam declarou à agência de notícias "Associated Press" que o homem ainda estava respirando quando as autoridades chegaram ao local. Ele, porém, morreu pouco depois. Uma pistola foi encontrada próxima ao corpo.

A ligação do suicida foi feita de um celular. O mesmo aparelho continha várias mensagens e emails falando sobre suicídio, o que levou às autoridades a acreditarem que o ato foi premeditado.

A polícia não revelou a identidade do homem e não houve doação de órgãos. O corpo foi enviado a um centro médico da cidade de Augusta para realização da autópsia, o que impossibilitou que o plano original da doação de órgãos fosse levado em diante.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos