Saia justa para Maduro: cartão de votação apareceu como inválido ao vivo na TV

Do UOL, em São Paulo

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, viveu uma situação embaraçosa durante a transmissão ao vivo de sua votação na polêmica Assembleia Constituinte na manhã deste domingo (30). Ele quis escanear seu carnê para programas sociais, mas não foi reconhecido pelo leitor digital, em uma grande saia justa ao vivo na TV venezuelana.

"Vamos fazer a verificação do meu carnê da pátria para que fique registrado que eu vim votar, e meu carnê da pátria fique marcado para toda a vida. Que eu votei no dia histórico da Constituinte no dia 30 de julho."

No momento em que o cartão de Maduro passou pelo leitor digital, surgiu uma mensagem de erro dizendo: "A pessoa não existe ou o cartão foi anulado".

As imagens foram compartilhadas nas redes sociais e motivaram mais acusações da oposição de que a eleição da Assembleia Constituinte é fraudulenta.

A chegada do presidente ao centro de votação foi transmitida ao vivo pela emissora estatal VTV, com o slogan primeiro voto pela paz. Maduro votou pouco depois das 6h locais (7h em Brasília), quando estava prevista a abertura das urnas. (Com AFP)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos