Soluções militares estão preparadas contra a Coreia do Norte, diz Trump

Do UOL, em São Paulo

  • Ahn Young-joon/AP Photo

    10.ago.2017 Homem assiste TV que mostra o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-un, em Seul

    10.ago.2017 Homem assiste TV que mostra o presidente Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong-un, em Seul

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deu mais um aviso à Coreia do Norte nesta sexta-feira (11), afirmando que as armas norte-americanas estão prontas e carregadas.

"Soluções militares agora estão totalmente preparadas, guardadas e carregadas, caso a Coreia do Norte aja imprudentemente", disse Trump em mensagem no Twitter.

"Com sorte, Kim Jong-un encontrará outro caminho", acrescentou o presidente dos EUA, um dia depois de seu secretário de Defesa ter dito que os Estados Unidos estão prontos para combater qualquer ameaça de Pyongyang.

A Coreia do Norte e os Estados Unidos encenaram na última semana uma escalada de tensão com declarações duras.

O presidente americano Donald Trump disse na terça-feira (8) que a Coreia do Norte "vai se deparar com fúria e fogo jamais vistos no mundo" se não deixar de ameaçar o seu país, após as últimas sanções impostas pela ONU ao regime norte-coreano como punição pelos lançamentos de mísseis.

O regime de Kim Jong-un respondeu dando detalhes de um plano para bombardear a ilha de Guam, em cujas bases americanas estão estacionados os bombardeiros estratégicos que o Pentágono envia regularmente à Península Coreana e que na última terça-feira voltaram a voar próximo da Coreia do Norte.

Na sequência, Trump disse na quarta-feira (9) que, se Kim Jong-un ordenasse um ataque contra a ilha de Guam, teria como resposta "uma ação jamais vista por alguém na Coreia do Norte".

Os testes contínuos de armas realizados pela Coreia do Norte desde o início do ano aumentaram enormemente a tensão na península e Washington endureceu sua retórica, com o governo Trump insinuando em várias ocasiões a possibilidade de realizar um ataque preventivo contra o regime comunista.

Esta última possibilidade preocupa muito a Coreia do Sul e o Japão, onde uma resposta de Pyongyang a um ataque poderia custar muitas vidas.

O regime de Pyongyang disse na quinta-feira (10) que prepara um plano para disparar em meados de agosto mísseis de médio alcance perto das águas territoriais de Guam, ilha americana no Pacífico Ocidental e sede de uma base naval estratégica.

Nesta sexta-feira, o Escritório para a Defesa Civil de Guam publicou uma série de recomendações para se preparar perante a "iminente ameaça com mísseis" que incluem a preparação de um fornecimento médico de emergência, armazenar comida enlatada ou como isolar a casa em caso de ataque bioquímico, entre outros conselhos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na quinta-feira que se o líder norte-coreano, Kim Jong-un, ordenar um ataque contra a ilha de Guam, terá como resposta algo "que ninguém viu antes na Coreia do Norte".

Ao término de uma reunião de segurança com seu vice-presidente, Mike Pence; seu assessor de segurança nacional, H.R. McMaster, e seu chefe de gabinete, John Kelly, Trump reiterou suas advertências à Coreia do Norte.

"Veremos o que faz com Guam. Se fizer algo em Guam, (desencadeará) um evento nunca visto antes na Coreia do Norte. Ele verá (...). Não poder sair por aí ameaçando Guam, os EUA, o Japão e a Coreia do Sul", disse Trump.

O presidente americano disse que seu país está preparado para várias eventualidades militares e afirmou que sua linguagem firme não é um "desafio", mas uma "declaração de fatos".

Devido ao aumento da tensão com a Coreia do Norte, que segundo a inteligência americana pode possuir uma ogiva nuclear para instalar em um míssil intercontinental, Trump anunciou um aumento nos gastos com sistemas antimísseis.

"Vamos incrementar os orçamentos em muitos milhões devido à Coreia do Norte e outras razões", revelou o presidente, que prometeu um anúncio sobre investimento em sistemas antimísseis na próxima semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos