Furacão impede resgate, e mulher dá à luz com ajuda por telefone em Miami

Do UOL, em São Paulo

  • Carlos Barria /Reuters

Com os serviços de ajuda prejudicados durante a passagem do furacão Irma por Miami, nos Estados Unidos, uma mulher deu à luz em casa, na manhã deste domingo (10), com os médicos dando informações por telefone. 

Por conta do furacão Irma, as equipes de ajuda não puderam chegar à residência da mulher e decidiram orientá-la à distância a fazer seu próprio parto. Horas depois, uma equipe conseguiu chegar ao local e levar a mãe e a filha para o hospital.

A moradora de um bairro conhecido por Little Haiti teve ainda de tirar sua placenta e cortar o cordão umbilical, informou o bombeiro Eloy Garcia ao jornal "Miami Herald".

O furacão Irma, uma das tempestades mais poderosas já registradas no Atlântico, atingiu o Estado da Flórida (EUA) com ventos superiores a 210 quilômetros por hora e elevando as águas do mar neste domingo. 

Antes da tempestade, autoridades na Flórida ordenaram a evacuação de um total de 6,3 milhões de pessoas, ou cerca de um terço da população do Estado. Em entrevista ao "Miami Herald", Pete Gomez, diretor de gerenciamento de emergência de Miami, disse que as condições continuam perigosas. 

O Irma, que provocou uma das maiores evacuações na história dos Estados Unidos, deve causar bilhões de dólares em danos ao terceiro Estado mais populoso dos EUA, um importante centro turístico com uma economia que responde por cerca de 5% do Produto Interno Bruto dos EUA.

(Com agências) 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos