Polícia de Londres diz tratar explosão em estação de metrô como terrorismo

Do UOL, em São Paulo

  • Hannah McKay/Reuters

    Policiais fazem cordão de isolamento nas proximidades da estação Parsons Green

    Policiais fazem cordão de isolamento nas proximidades da estação Parsons Green

A Polícia Metropolitana de Londres confirmou que está tratando como um ato terrorista a explosão ocorrida nesta sexta-feira (15) na estação Parsons Green, uma das principais linhas do Metrô da cidade.

A área continua isolada, a linha do metrô paralisada e aos moradores é solicitado que evitem a região até que as condições de segurança sejam restabelecidas.

@RRIGS via AP
Imagem mostra bolsa em chamas dentro de um trem, na estação de metrô Parsons Green
Imagens divulgadas pelas emissoras de TV indicam que não houve danos substanciais e que a explosão teria sido pequena, dentro de um vagão de trem, de onde os passageiros já foram retirados de forma ordenada. 

Uma repórter do jornal Metro, que estava no local no momento do incidente, disse que algumas pessoas tiveram queimaduras.

Fotos publicadas por uma testemunha nas redes sociais mostram uma bolsa de plástico, em chamas, cujo conteúdo pode ter provocado a explosão.

O prefeito de Londres, Said Khan, recriminou o ato pelo Twitter. "Nossa cidade condena completamente esses indivíduos horríveis que tentam usar o terror para nos ferir e destruir nosso modo de viver."

Em comunicado, o serviço de ambulâncias da cidade informou que foram avisados do ocorrido às 8h20 (4h20 no horário de Brasília).

De acordo com a nota, as ambulâncias demoraram cinco minutos para chegar ao local. "Mobilizamos múltiplos recursos", afirma o comunicado. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos