Homem é preso com rifles e 900 cartuchos de munição dentro de carro nos EUA

Colaboração para o UOL

  • Divulgação/Washington County Sheriff's Office

    Scott Edminsten foi preso carregando grande quantidade de armas e munição nos EUA

    Scott Edminsten foi preso carregando grande quantidade de armas e munição nos EUA

Um motorista foi preso carregando uma grande quantidade de armas e munição no Tennessee, Estados Unidos. O homem gerou suspeita de policiais e foi flagrado pelas autoridades na madrugada de segunda-feira (2).

Scott Edminsten, 43, perdeu a guarda de seus filhos após disputa judicial. Desde então, ele passou a ameaçar juízes e autoridades locais através de cartas. Ed Graybeal, delegado do condado de Washington, declarou ao canal "ABC" que o homem não quis se manifestar após a prisão. Portanto, a investigação sobre o motivo de ele estar carregando as armas, além de uma máscara e uma farda preta, ainda não está fechada.

Divulgação/Washington County Sheriff's Office
Edminsten gerou suspeita por ter armas carregadas e equipamento de sobrevivência

No carro de Edminsten, foram encontrados um revólver Magnum 357, uma pistola semi-automática, dois rifles e mais de 900 cartuchos de munição. Através de um mandado de busca, autoridades apreenderam mais quatro rifles na residência do homem, além do equivalente a aproximadamente R$ 18 mil em munição. Graybeal pediu assistência das agências federais e estaduais na investigação, já que as armas automáticas não têm registro e estão sem numeração.

Segundo Graybeal, armas e munição são comuns no Tennessee, mas a quantidade e o fato de todas elas estarem carregadas pareceu suspeito. O homem também portava equipamento de sobrevivência, o que chamou a atenção das autoridades.

"Seja lá o que ele estivesse planejando naquela manhã, eu acredito que aquela simples batida de trânsito fez toda a diferença do mundo para alguém. É uma dessas situações em que nada parece certo e quisemos nos certificar de que todos estivessem bem, já que ele estava mandando ameaças para os tribunais", completou o delegado.

O porta-voz do Escritório de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e Explosivos dos Estados Unidos, Michael Knight, confirmou que a agência está ajudando no caso e acrescentou que as autoridades não veem conexão com os casos de violência recentes no país. A prisão de Edminsten ocorreu um dia após Stephen Paddock abrir fogo em um festival de música em Las Vegas, matando 59 pessoas e ferindo mais de 500. O homem se suicidou logo depois.

Scott Edminsten foi preso sem fiança por posse ilegal de armas, excesso de velocidade e resistência à prisão. Uma audiência foi marcada para o dia 11 de outubro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos