Casal de idosos fica em piscina por 6 horas para escapar de incêndio na Califórnia

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Los Angeles Times

    John e Jan Pascoe na piscina onde se abrigaram para se proteger do fogo

    John e Jan Pascoe na piscina onde se abrigaram para se proteger do fogo

O casal John e Jan Pascoe, da cidade de Santa Rosa, saiu ileso de um incêndio devastador que atingiu sua vizinhança ao encontrar abrigo, por seis horas, em uma piscina de outra casa em uma zona rural montanhosa da Califórnia, no último dia 8. Os incêndios já deixaram mais de 30 mortos e 400 desaparecidos no Estado norte-americano nos últimos dias.

De acordo com o relato do casal ao jornal "Los Angeles Times", John, 70, e a mulher Jan, 65, foram dormir por volta das 22h do domingo sem ter ideia das chamas que chegariam apenas duas horas depois, trazidas por fortes ventos que alastraram o incêndio.

Imagens aéreas mostram a destruição na Califórnia

Avisados por telefone pela filha mais velha - o casal disse não ter recebido qualquer alerta das autoridades -, eles arrumaram tudo que puderam para evacuar da região, mas não conseguiram cruzar, de carro, as "paredes de fogo" que dominavam as estradas.

De volta à casa, o casal se sentiu "em modo de sobrevivência". " Eles lembraram da piscina de um vizinho e foram até o local. Quando ligaram para o serviço de emergência e receberam a orientação de "ficarem em algum lugar seguro", avisaram que estariam na piscina. "Sendo ingênua, pensei [que ficaria na piscina] durante a noite. E que alguém viria nos buscar", disse Jan ao jornal.

Ameaçados pelo fogo, o casal também sofria com a noite gelada - a temperatura caiu até 7ºC no domingo. John e Jan resistiram o quanto foi possível, até o momento que a casa dos vizinhos e uma grande árvore ao lado da piscina pegaram fogo. Foi quando decidiram entrar na água, já cheia de detritos: John usando apenas uma camiseta, e Jan com uma camisa regata e calças de pijamas. Eles pegaram duas camisetas para proteger o rosto nos momentos que subiam para a superfície para respirar.

Foram cerca de seis horas até que o fogo consumisse a casa inteira dos vizinhos e eles pudessem sair da água. "Fiquei apenas pensando: 'quanto tempo demora para uma casa pegar fogo completamente? Estamos congelando'", contou Jan. Para se esquentarem, ficaram abraçados e encostaram as costas um no outro, conversando sobre o quanto se amavam e amavam seus familiares.

Quando finalmente saíram da água, notaram que o celular de Jan, colocado dentro de seu sapato à beira da piscina, havia derretido. Depois de algum tempo, conseguiram avisar as filhas que já estavam aflitas com a falta de informações dos pais. A perda material, no entanto, foi completa: os Pascoe viram sua casa destruída, assim como os pertences. John, que é artista plástico, perdeu todos seus quadros.

"É uma tristeza profunda, mas nos sentimos muito gratos também. Estou muito triste por tantas pessoas que perderam suas casas", disse Jan ao "Los Angeles Times". "Temos empatia por todos aqueles que estão no mesmo barco que a gente. São muitos. Tivemos muita sorte, e tenho no meu coração as famílias daqueles que não conseguiram sair", completou John.

"Perdemos tudo e agora temos que começar de novo. Mas o que fica disso tudo é que temos um ao outro e vamos ficar bem", concluiu John.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos