Em lição de casa, escola dos EUA pede a alunos "boas razões" para a escravidão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

Uma escola em Wauwatosa, no Estado americano de Wisconsin, está sendo criticada por pedir aos alunos do ensino fundamental para listar três "boas razões" para a escravidão em um exercício da lição de casa.

Na tarefa de estudos sociais, o aluno deveria citar três exemplos "bons" e "ruins" para a escravidão. Trameka Brown-Berry, negra e mãe de um dos alunos de 9 anos da escola, afirmou para a imprensa americana que estava em choque com a atividade "ofensiva e insensível". Ela também postou uma foto da lição no Facebook.

"Eu não acreditei que mandaram algo como isto para casa", disse a mãe. "Não só o meu filho ficou em uma posição horrível, mas também todos os estudantes que não são negros --é por isso que o racismo ainda existe", afirmou.

O filho de Trakema, Jerome, respondeu "não vejo nenhuma boa razão para a escravidão. Por isso não escrevi".

 

O diretor da escola, Jim Van Dellen, enviou uma carta aos pais dos alunos se desculpando. Ele afirmou que o professor não descreveu a tarefa adequadamente aos alunos. "Entendemos que as palavras apresentadas mostraram falta de sensibilidade e eram ofensivas", disse Van Dellen.

"O propósito da tarefa não era, de forma alguma, que os alunos argumentassem que qualquer forma de escravidão é aceitável --um conceito que vai contra nossos valores e crenças fundamentais sobre a igualdade e o valor de todas as pessoas", afirmou. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos