Polícia da Holanda pode tratar como suspeito jovem que usa roupa de luxo

Do UOL, em São Paulo

  • Getty Images

    Polícia da cidade holandesa de Roterdã poderá abordar jovens com roupas de luxo na rua

    Polícia da cidade holandesa de Roterdã poderá abordar jovens com roupas de luxo na rua

A polícia da cidade de Roterdã, na Holanda, decidiu adotar uma nova iniciativa para tentar combater os crimes locais. Em breve, começará um programa piloto na cidade, desenvolvido em parceria com a procuradoria local, em que os policiais poderão abordar jovens com roupas e acessórios de luxo e confiscar os itens que não tiverem procedência justificada.

Os agentes de polícia foram treinados para reconhecerem peças caras, que são sinônimo de luxo entre os jovens, como jaquetas Gucci e relógios Rolex. Em entrevista ao jornal holandês De Telegraaf, o chefe da polícia de Roterdã, Frank Paauw, disse que os policiais já estão habituados a checar a procedência de relógios e carros de luxo, mas roupas não.

Alguns jovens agora andam com jaquetas de 1.800 euros (cerca de R$ 7.100), mas eles não têm renda e às vezes possuem dívidas de uma condenação anterior"

Frank Paauw

A procuradoria da cidade vai atuar em conjunto com a polícia para verificar quais itens podem ser confiscados e sob quais circunstâncias essa ação é legal. Para a polícia, essa abordagem vai evidenciar que o crime não vale a pena.

Tirar é importante. Nós vamos despi-los nas ruas, se necessário"

Frank Paauw

No início, a iniciativa policial vai durar um período específico de tempo, para ver se ela é realmente efetiva. A polícia local não divulgou ainda, no entanto, quais tipos de crime as autoridades esperam reduzir com a ação, apesar de a cidade ter enfrentado problemas com tráfico de drogas nos últimos anos. Também não divulgou a data exata que a ação vai ter início

Na Holanda, muitos criticaram o projeto, alegando que ele abre margem para que a polícia de Roterdã utilize critérios racistas e enviesados para abordar pessoas na rua. Segundo os críticos, homens negros ou do leste europeu provavelmente vão sofrer mais com a ação da polícia.

Atualmente, na cidade, de acordo com o De Telegraaf, a polícia já atua com um programa similar, que aborda pessoas em carros de luxo e pede comprovação da compra do veículo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos