Onda de frio siberiano toma conta da Europa e faz nevar na Riviera Francesa

Do UOL, em São Paulo

A onda de frio que veio da Sibéria tomou conta da Europa nesta segunda-feira (26), e atingiu também o sul da França, na chamada Riviera Francesa, que engloba cidades como Nice e Marselha. No país, as autoridades estão em alerta após as baixas temperaturas causarem duas mortes.

A neve caiu forte também na Itália, deixando Roma debaixo de um manto branco. É a primeira vez que neva na capital italiana em seis anos.

Roma registrou temperaturas de até -8°C. O fenômeno também atingiu outras regiões da Itália, provocando intensas nevascas no norte e um frio que chegou até 20 graus abaixo de zero em diversas cidades.

Os serviços de meteorologia do Reino Unido esperam que esta semana seja a mais fria em muitos anos, e alertam para tempestades de neve nos próximos dias.

Na capital da Alemanha, a previsão é que os termômetros marquem -20°C nas próximas noites. 

França

Em Valence, no sudoeste do país, o corpo de um homem de 35 anos foi encontrado depois de uma noite em que termômetros registraram temperaturas de -3ºC. Na sexta-feira (23), o corpo de um homem de 62 anos foi encontrado na floresta de Yvelines, a oeste de Paris.

Na capital francesa, a chegada dos ventos do nordeste deve baixar as temperaturas para até -10ºC, com sensação térmica de -18ºC. Os serviços de previsões meteorológicas Météo France mativeram nesta segunda-feira (26) três departamentos do sudeste do país em alerta laranja (nível três de quatro).

Leia também

Devido à onda de frio batizada de "Moscou-Paris", foram abertos mais de 3,1 mil vagas de abrigo temporário para as pessoas sem teto, 500 delas na capital francesa.

A última onda de frio similar aconteceu na França em 2005, entre final de fevereiro e no começo de março, um momento em que chegaram a alcançar -15º C em locais como Romorantin, no centro do país.

Europa sob neve

A onda de frio, batizada de "Besta do Leste" pela imprensa inglesa, deixou Roma coberta de neve. É a primeira vez que neva na capital italiana em seis anos.

Por causa dos quase quatro centímetros de neve nas ruas, a prefeitura fechou as escolas e a companhia ferroviária local abriu várias estações para abrir os sem teto.

Alberto Lingria/ Reuters
26.fev.2018 - O Coliseu durante nevasca em Roma, Itália

Assim como em Paris, em Roma também foram registradas temperaturas abaixo de 0ºC nesta segunda-feira (26) e é esperado que os termômetros caiam até -6ºC até quarta-feira (28).

Já na Polônia, desde sábado morreram duas pessoas, o que elevou para 48 o balanço de mortos por temperaturas baixas extremas, segundo o centro nacional de segurança do país.

Na noite de domingo (25), os termômetros marcaram -26,2ºC na cidade de Goldap, ao norte da Polônia.

Já no Reino Unido, o serviço de meteorologia Met advertiu no último domingo (25) que "esta semana parece que será a mais fria no Reino Unido em vários anos". Nesta segunda-feira (26), está em vigor um alerta amarelo anunciando possíveis problemas de transporte por causa da neve, que deve se intensificar na terça-feira (27) e quarta-feira (28).

Em Berlim, na Alemanha, onde se estima que ao menos 3.000 pessoas vivem nas ruas, os abrigos tiveram uma ocupação de 95% na noite de domingo (25). Segundo a rádio pública RBB, as autoridades temem que haja uma saturação nas próximas noites, que tem previsões de temperaturas de até -20ºC. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos