PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Youtube proíbe vídeos sobre armas, e filmes vão parar em site pornô

Canal InRangeTV migrou conteúdo do YouTube para o PornHub - Twitter
Canal InRangeTV migrou conteúdo do YouTube para o PornHub Imagem: Twitter

Do UOL, em São Paulo

23/03/2018 17h04

O YouTube proibiu a publicação de vídeos que ensinem o público a fabricar ou a modificar armas e acessórios de tiro. Isso forçou os produtores desse tipo de conteúdo a procurar uma alternativa. O destino de vários entusiastas de armas de fogo foi o Pornhub, um site que publica vídeos pornográficos.

Os "youtubers" de armas de fogo criticaram a medida tomada pelo YouTube por considerá-la uma afronta a seus direitos de cidadãos nos Estados Unidos. A medida tomada pelo site proíbe vídeos que mostrem como fabricar armas, munição, carregadores de alta capacidade e silenciadores caseiros. Além disso, também estão proibidos aqueles destinados à venda de armas e acessórios específicos.

O YouTube resolveu tomar a decisão em meio ao debate sobre o controle de armas de fogo nos Estados Unidos após o massacre que vitimou 17 pessoas em uma escola na Flórida. O site já retirou do ar alguns vídeos e suspendeu alguns canais.

Os "youtubers" de armas de fogo afirmam que seus vídeos em que mostram armas modificadas e suas criações são apenas um passatempo.

Karl Kasarda e Ian McCollum, criadores do canal InRangeTV, afirmaram que já começaram a subir seus vídeos no PornHub. Segundo eles, a ideia não é ganhar dinheiro.

"Nós buscamos um porto seguro para nosso conteúdo e nossos usuários", publicaram em uma declaração para a imprensa.

Em entrevista à revista Newsweek, Kasarda elogiou o PornHub como plataforma para a publicação de vídeos na internet. "O Pornhub tem um histórico de ser uma voz proativa na comunidade online, além de operar uma plataforma de streaming de vídeo resistente e robusta", disse.

"O YouTube está em estado de agitação há algum tempo. Eles têm sido muito imprevisíveis em termos de como eles têm lidado com conteúdo. Essa nova declaração de política é muito vaga e parece muito claro para mim que o tempo é curto para conteúdo de armas de fogo no site", completou.

Apesar de o PornHub ser uma plataforma para vídeos pornográficos, uma simples busca no site já encontra conteúdos que não apresentam temas ligados ao sexo.

(Com agências internacionais)

Internacional