PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Um sonho que se tornou legado: frases que eternizaram Martin Luther King

Martin Luther King aparece na sacada do Motel Lorraine, em Memphis, Tennesse, cidade onde o ativista apoiava uma greve de coletores de lixo. King morreu no dia seguinte, em 4 de abril de 1968, assassinado a tiros por James Earl Ray, que confessou o crime. Ao lado de King estão, a partir da esquerda: Hosea Williams e Jesse Jackson, e à direita, Ralph Abernathy - AP - AP
Imagem: AP

Do UOL, em São Paulo

04/04/2018 04h00

Quando um disparo acabou com sua vida enquanto estava na varanda de um motel em Memphis, Tennessee, em 4 de abril de 1968, Martin Luther King, 39, era o ícone da luta pacífica pelos direitos civis nos Estados Unidos, com seu discurso reverberando em todo o mundo.

O homem que "tinha um sonho" deixou um legado sobre a luta por direitos civis e contra a segregação racial nos EUA e no mundo. 

Henry Louis Taylor Jr., diretor do Centro de Estudos Urbanos da Universidade de Búfalo, destaca que, no momento de sua morte, as ambições de King "revelam o campo dos direitos civis apontando mais para os direitos humanos".
"King imaginava que outro mundo era possível, fundamentando-se na justiça econômica, política e racial, coisas relacionadas com a educação de qualidade, a moradia decente, bons trabalhos", explica.

Relembre alguns trechos dos discursos mais memoráveis do pastor, conhecido por sua grande retórica:

Eu tenho um sonho de que meus quatro filhos viverão um dia em uma nação onde não serão julgados pela cor de sua pele, mas pelo teor de seu caráter.

28 de agosto de 1963, na Marcha de Washington pelo Trabalho e pela Liberdade

Martin Luther King acena para a multidão que o acompanha no Memorial Lincoln, em Washington, em 28 de agosto de 1963, por ocasião da Marcha de Washington, realizada por cerca de 200 mil pessoas contra o preconceito e a discriminação racial. Nessa data, King tornou público seu mais famoso discurso, "I have a dream" (Eu tenho um sonho) - AFP - AFP
Imagem: AFP

Eu me oponho à Guerra do Vietnã porque amo os Estados Unidos. Eu me pronuncio contra esta guerra não com revolta, e sim com angústia e tristeza no coração, com um desejo apaixonado de ver nosso querido país continuar sendo o exemplo moral do mundo.

30 de abril de 1967, Riverside Church, Nova York

15.abr.1967 - Martin Luther King em discurso em Nova York - AP - AP
Imagem: AP

Quero que você seja o primeiro no amor. Quero que você seja o primeiro em retidão moral. Quero que você seja o primeiro em generosidade.

4 de fevereiro de 1968, Igreja Batista Ebenezer, Atlanta, Geórgia

Martin Luther King se concentra durante entrevista coletiva realizada em Atlanta, no Estado da Geórgia (EUA), em abril de 1967 - AP - AP
Imagem: AP

A verdadeira medida de um homem não é sua posição em circunstâncias convenientes e cômodas, e sim sua posição em tempos de desafios e controvérsias.

Livro "Strength to Love", 1963

Martin Luther King faz seu discurso "I have a dream" (Eu tenho um sonho), em 28 de agosto de 1963, no Memorial Lincoln, na capital dos Estados Unidos. Ao completar 50 anos, o discurso de King é considerado um dos marcos na história norte-americana - AP - AP
Imagem: AP

Creio que a verdade desarmada e o amor incondicional terão a última palavra na realidade. É por isso que o bem temporariamente derrotado é mais forte que o mal triunfante.

10 de dezembro de 1964, durante o discurso de aceitação do Prêmio Nobel da Paz em Oslo, Noruega

Como qualquer um, gostaria de viver uma vida longa. Mas agora isso não me preocupa. Quero apenas fazer a vontade de Deus. E Ele me permitiu subir a montanha e olhar, e vi a Terra Prometida. Pode ser que não chegue lá com vocês, mas quero que saibam que, como povo, chegaremos à Terra Prometida. Nada me preocupa. Não temo nenhum homem. Meus olhos viram a glória do Senhor.

3 de abril de 1968, templo do bispo Charles Mason, Memphis, Tennessee, um dia antes de ser morto.

(Com AFP)

Internacional