Topo

Imagens de satélite mostram que Coreia do Norte começa a fechar centro de testes nucleares

Do UOL, em São Paulo

14/05/2018 19h40

Imagens feitas por satélite recentemente e divulgadas nesta segunda-feira (14) mostram que a Coreia do Norte já começou a desmontar o centro de testes de armas nucleares em Punggye-ri.

A iniciativa faz parte do compromisso de desnuclearização assumido pelas Coreias do Norte e do Sul em cúpula realizada em abril para um futuro acordo de paz. Desde 2006, a Coreia do Norte realizou seis testes nucleares em Punggye-ri, região montanhosa no nordeste do país. Acredita-se que o local de testes nucleares seja o único ativo no mundo.

Digital Globe/ 38 North/ Reprodução
Imagem mostra o centro de testes de armas nucleares em Punggye-ri em 20 de abril Imagem: Digital Globe/ 38 North/ Reprodução

Digital Globe/ 38 North/ Reprodução
Imagem mostra o centro de testes de armas nucleares em Punggye-ri em 7 de maio Imagem: Digital Globe/ 38 North/ Reprodução

As imagens divulgadas pelo site especializado em notícias sobre a Coreia do Norte "38 North", ligado à universidade americana Johns Hopkins, foram feitas no dia 7 de maio e mostram evidências de que o processo de desmonte do local já foi iniciado --o desmonte do local estava previsto para ser realizado entre os dias 23 e 25 de maio. Jornalistas de outros países, incluindo dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, serão convidados para cobrir o evento, de acordo com Pyongyang.

Digital Globe/ 38 North/ Reprodução
Imagem mostra o centro de testes de armas nucleares em Punggye-ri em 20 de abril Imagem: Digital Globe/ 38 North/ Reprodução

Digital Globe/ 38 North/ Reprodução
Imagem mostra o centro de testes de armas nucleares em Punggye-ri em 7 de maio Imagem: Digital Globe/ 38 North/ Reprodução

As fotos mostram que várias estruturas foram retiradas e as entradas dos túneis parecem ter sido fechadas. O desmonte, no entanto, levanta desconfianças da comunidade internacional. Com base em imagens de satélite e rastreamento de movimentos no local, cientistas acreditam que as instalações ficaram irreversivelmente danificadas após a sexta (e mais potente até o momento) detonação nuclear subterrânea realizada por Pyongyang, em setembro do ano passado.

Foi registrado um terremoto de magnitude 6,3 no local logo após o teste. Segundo Pyongyang, o explosivo testado foi uma bomba de hidrogênio, elevando a tensão com os Estados Unidos e a comunidade internacional. (Com agências internacionais)