PUBLICIDADE
Topo

Corda se rompe, e americana passa 45 minutos voando sem rumo no México

Katie Malone se recupera em um hospital em San Diego após um grave acidente de parasail no México - Brendan Malone/Arquivo Pessoal
Katie Malone se recupera em um hospital em San Diego após um grave acidente de parasail no México Imagem: Brendan Malone/Arquivo Pessoal

Do UOL, em São Paulo

29/06/2018 18h17

Uma americana quase morreu quando a corda de seu parasail se rompeu, durante um passeio no México, e ela ficou 45 minutos praticamente solta no ar. As informações são da CNN.

Katie Malone estava comemorando seu aniversário de 29 anos com um passeio de parasail, um tipo de paraquedas rebocado por um barco, em Puerto Vallarta, no México.

O começo do passeio foi tranquilo. No entanto, após alguns minutos, Malone percebeu que o barco que a rebocava estava indo para um lado e ela voava para outro, perigosamente se aproximando do chão. A linha que ligava o parasail ao barco havia se rompido e ela começou a viajar apenas pela linha das costas, sendo totalmente guiada pela força do vento.

Como possuía alguma experiência com paraquedismo, a americana sabia usar os pés como âncora. Ela pegou a corda com seus pés, ergueu as mãos para o ar e dirigiu o parasail da melhor maneira que podia. Mesmo assim, ela quase atingiu a varanda de um resort.

parasail - Divulgação/Ministério de Turismo da República Dominicana - Divulgação/Ministério de Turismo da República Dominicana
Imagem: Divulgação/Ministério de Turismo da República Dominicana

Toda a agonia do voo durou cerca de 45 minutos. Ela aterrissou em um aeroporto a quase 3 quilômetros de distância de onde havia partido, segundo seu irmão, Brendan Malone.

"Ela estava orando o tempo todo por sua segurança. Ela estava mais preocupada em quebrar os braços e as pernas", disse Brendan Malone.

Segundo Brendan Malone, sua irmã correu ainda mais um risco quando pousou, já que um jacaré estava perto da área e precisou ser espantado de lá por uma equipe de resgate.

Após o pouso forçado, a americana desmaiou por 20 minutos. Com a queda, Malone quebrou a bacia e quatro costelas, machucou o pulmão e teve o lado esquerdo do rosto atingido. Mesmo assim, ela sobreviveu. Depois de passar 18 dias em um hospital mexicano, a americana retornou aos Estados Unidos e foi internada no UCSD Medical Center, em San Diego, na Califórnia.

Malone já passou por três cirurgias e permanece internada, mas se recupera bem, de acordo com a família. De acordo com Brendan Malone, a americana está com alto astral" desde o período em que esteve no hospital mexicano.

A família de Malone ainda está assustada com o incidente, principalmente depois de assistir a um vídeo, filmado por amigos.

"Foi ótimo vê-la bem. Ela tem muita sorte de estar viva e estamos muito agradecidos por isso", afirmou a mãe de Malone, Sidona, à CNN.