PUBLICIDADE
Topo

Internacional

SP fica longe do topo em ranking de melhores cidades para estrangeiros

Edson Lopes Jr./UOL
Imagem: Edson Lopes Jr./UOL

Do UOL, em São Paulo

23/11/2018 16h46

São Paulo é pouco atrativa para os estrangeiros. Pelo menos é o que revela o ranking 2018 do Internations, organização que promove encontros e dá suporte para expatriados -- no geral, trabalhadores enviados ao exterior pelas empresas.

Em uma lista que reúne 72 cidades, São Paulo ficou na 59ª posição, e é a única brasileira da lista. A capital paulista teve avaliação pior do que outras cidades latinoamericanas, como Santiago (36ª posição) e Cidade do México (19ª posição).

Divulgado nesta sexta-feira (23), o "Expat Insider Survey" ouviu quase 12 mil expatriados em 55 países. Foram levados em consideração 13 critérios agrupados em quatro categorias: qualidade de vida urbana, facilidade para se instalar, condições de trabalho, finanças e alojamento. 

No ano passado, São Paulo havia ficado em 42º lugar - mas a lista havia avaliado 51 cidades.

Melhores e piores cidades

Quatro localidades asiáticas ocupam as cinco primeiras posições em termos de avaliação positiva de trabalhadores estrangeiros. A campeã do ranking é Taipei, capital de Taiwan, e o segundo lugar é ocupado por Singapura.

"Em nenhuma outra cidade, os expatriados estão tão satisfeitos com a disponibilidade, acessibilidade e qualidade de assistência médica, assim como transporte público e segurança", diz o estudo sobre Taipei.

O ranking diz que Tapiei foi bem avaliada apesar da remuneração "baixa" para o padrão dos expatriados: 70% dos entrevistados reportou renda familiar inferior a 50 mil dólares por ano (R$ 15 mil por mês). "Mas o dinheiro não parece ser um problema: 79% estão satisfeitos com a situação financeira".

Fatores culturais também pesam na avaliação da cidade. O estudo diz que os taiwaneses são amigáveis, mesmo com a barreira do idioma: 8º cidade mais fácil para fazer amigos dentro o ranking.

As 5 cidades mais bem colocadas no ranking em 2018 são:

  1. Taipei (Taiwan)
  2. Singapura (Singapura)
  3. Manama (Barém)
  4. Cidade de Ho Chi Minh (Vietnã)
  5. Bangcoc (Tailândia)

Na outra ponta, cidades da Arábia Saudita ocupam as piores avaliações. "As oportunidades de lazer e entretenimento são escarças, principalmente para quem muda sozinho, sem a família", descreveu um participante do estudo.

Grandes cidades europeias também tiveram baixa avaliação, principalmente pelas dificuldades de encontrar alojamento e pelos custos.

As 5 cidades com pior avaliação no ranking 2018:

72. Riad (Arábia Saudita)

71. Jidá (Arábia Saudita)

70. Roma (Itália)

69. Estocolmo (Suécia)

68. Londres (Inglaterra)

Outros destaques:
59. São Paulo

46. Nova York

18. Lisboa

Internacional