Topo

Joe Biden defende impeachment de Donald Trump em discurso de campanha

"Donald Trump violou seu juramento, traiu esta nação e cometeu atos suscetíveis ao impeachment", disse o democrata - Divulgação/Campanha Biden/Reuters
'Donald Trump violou seu juramento, traiu esta nação e cometeu atos suscetíveis ao impeachment', disse o democrata Imagem: Divulgação/Campanha Biden/Reuters

Do UOL, em São Paulo*

09/10/2019 15h42

Joe Biden, enfim, falou sobre a possibilidade de impeachment do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Em pronunciamento realizado hoje na cidade de Rochester, em New Hampshire, o ex-vice-presidente defendeu pela primeira vez a cassação do mandato do republicano.

O inquérito foi aberto na Câmara dos Deputados dos EUA após a revelação de que Trump pediu, em telefonema no dia 25 de julho, para que o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, investigasse Biden e o filho, Hunter, por supostas ações ilegais envolvendo uma empresa de energia do país do Leste Europeu. Biden é pré-candidato pelo Partido Democrata à presidência dos EUA nas eleições de 2020.

"Sob a visão do mundo e do povo norte-americano, Donald Trump violou seu juramento, traiu esta nação e cometeu atos suscetíveis ao impeachment", disse Biden em discurso de campanha.

"Para preservar nossa constituição, nossa democracia, nossa integridade, ele deve sofrer impeachment."

Em seu discurso, Biden afirmou que "Trump fará qualquer coisa para se reeleger, incluindo violar as formas mais básicas de democracia". "É impressionante, e é perigoso", afirmou ele, que foi o vice-presidente dos EUA durante a passagem de Barack Obama pela Casa Branca (2009 a 2017).

No Twitter, Donald Trump respondeu às críticas feitas pelo adversário político. Segundo o presidente norte-americano, Biden pressionou a Ucrânia a demitir autoridades que o investigariam.

"É patético ver o sonolento Joe Biden, que, com seu filho, Hunter, e em detrimento ao contribuinte americano, assaltou milhões de dólares de pelo menos dois países, pedindo por meu impeachment - e eu não fiz nada de errado. A campanha de Joe, em queda livre, não o deu outra escolha", publicou.

* Com informações da Reuters

EUA: Opositores de Trump esperam por impeachment

Band Notí­cias

Mais Internacional