Topo

Petroleiro do Irã explode perto de porto da Arábia Saudita

13.mai.2019 - O petroleiro, Amjad, um dos dois navios-tanque que foram danificados em misteriosos "ataques de sabotagem", na costa do emirado do Golfo de Fujairah, segundo denunciou a Arábia Saudita - Karim Sahib/AFP
13.mai.2019 - O petroleiro, Amjad, um dos dois navios-tanque que foram danificados em misteriosos "ataques de sabotagem", na costa do emirado do Golfo de Fujairah, segundo denunciou a Arábia Saudita Imagem: Karim Sahib/AFP

Do UOL, em São Paulo*

11/10/2019 05h08

Um petroleiro iraniano explodiu hoje no Mar Vermelho, perto de Jeddah, na Arábia Saudita, segundo a agência oficial de notícias do Irã, a IRNA. Não há feridos.

O navio teria sido atingido por dois mísseis, segundo comunicado da National Iranian Tanker Company (NITC), operadora que administra a frota de petroleiros do Irã.

As explosões causaram vazamento de petróleo no Mar Vermelho, informou a empresa proprietária do navio.

"Todos os membros da tripulação estão sãos e salvos", informou a NITC, que também indicou que as pessoas a bordo do "Sabiti" estavam tentando reparar os danos.

"Não há nenhum incêndio a bordo", afirmou a empresa pública, que negou a informação de um canal de televisão estatal iraniano sobre chamas no navio após uma explosão.

O incidente acontece em um momento de elevada tensão entre o Irã, de um lado, e Arábia Saudita e Estados Unidos, do outro. A explosão desta sexta-feira aconteceu depois que o Irã interceptou vários petroleiros nos últimos meses na região do Golfo e da retenção de um navio iraniano em julho na costa de Gibraltar (extremo sul da península ibérica).

Em setembro, ataques por drones contras instalações petroleiras da Arábia Saudita atingiram metade da produção, segundo informou o ministro da Energia do país. O local produzia cerca de 1,5 milhão de barris por dia. O Irã negou qualquer envolvimento.

(Com informações da AFP).

Internacional