Topo

Sydney se prepara para queimadas e autoridades temem uma "catástrofe"

Bombeiro tenta combater incêndio em Sydney, na Austrália - Xinhua/Bai Xuefei
Bombeiro tenta combater incêndio em Sydney, na Austrália Imagem: Xinhua/Bai Xuefei

Do UOL, em São Paulo

11/11/2019 18h58

Sydney, na Austrália, está se preparando para enfrentar uma catástrofe ambiental, em que 40 focos de queimada ainda fora de controle já causaram três mortes e destruíram mais de 150 residências no estado de Nova Gales do Sul

As autoridades já declararam o estado de emergência em NGS, onde 850 mil hectares de terra foram destruídos desde o início do ano. As regiões de Illawarra, Shoalhaven e Hunter também estão na zona de risco.

Um porta-voz da Radio Frequency Systems (RFS), responsável por monitorar a previsão do tempo na região, declarou que, com temperaturas ultrapassando os 30 graus celsius e os ventos de 80 quilômetros por hora, o cenário "é o pior possível".

O exército australiano está usando helicópteros para ajudar a evacuar a população que mora nas regiões mais afetadas.

Rob Rogers, do Corpo de Bombeiros, disse ao SMH que a situação é sem precedentes e pior do que eles poderiam imaginar. "Estou neste ramo há 40 anos e nunca vi um cenário assim antes".

Rogers disse que raios, descuido e incêndio criminoso foram os três prováveis. Ele alertou a população para se preparar para o pior, e não espera que os bombeiros possam ajudar tanto.

"Nós não podemos garantir um caminhão de bombeiros para todos os lugares", disse ele.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, Sydney não é a capital da Austrália. A informação foi corrigida.

Internacional