PUBLICIDADE
Topo

Nova Zelândia encomenda pele aos EUA para tratar feridos por vulcão

Imagem do vulcão na White Island, onde ao menos seis pessoas morreram - Marty Melville/AFP
Imagem do vulcão na White Island, onde ao menos seis pessoas morreram Imagem: Marty Melville/AFP

Do UOL, em São Paulo

11/12/2019 10h30

A Nova Zelândia encomendou 1,2 milhão de centímetros quadrados de pele para tratar os pacientes que se feriram durante a erupção do vulcão na White Island, informaram hoje as autoridades.

O pedido de pele foi feito e virá dos Estados Unidos, informou a CNN. Bancos de pele e tecidos da vizinha Austrália também estão fornecendo enxertos e suprimentos.

No momento da erupção, 47 pessoas estavam na ilha — até o momento, seis mortes foram confirmadas. A pele agora é necessária para tratar os pacientes que ficaram gravemente feridos pelas cinzas e gases vulcânicos.

Ontem, as autoridades médicas disseram que 27 pessoas sofreram queimaduras em pelo menos 30% dos corpos — muitas delas têm queimaduras nas vias aéreas. Todas as unidades de queimados no país estão em plena capacidade.

"Este é apenas o começo de um processo muito longo que, para alguns pacientes, levará vários meses", disse Peter Watson, do Conselho de Saúde.

Os pacientes são de várias nacionalidades, então, alguns deles serão transferidos para seus países de origem para o tratamento. O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse que dez pacientes australianos serão repatriados nas próximas 24 horas para receber cuidados médicos.

A atividade do vulcão ainda é muito perigosa para permitir o envio de equipes que recuperem os corpos de oito pessoas, anunciou hoje a polícia.

Internacional