PUBLICIDADE
Topo

EUA: 10 anos depois, polícia prende acusado de matar 5 filhos ainda bebês

27.jan.2020 - Paul Allen Perez, preso e acusado de matar seus cinco filhos em 2007. Todos tinham menos de seis meses de idade - Polícia do condado de Yolo
27.jan.2020 - Paul Allen Perez, preso e acusado de matar seus cinco filhos em 2007. Todos tinham menos de seis meses de idade Imagem: Polícia do condado de Yolo

Do UOL, em São Paulo

28/01/2020 11h41

A polícia da Califórnia prendeu um homem suspeito de assassinar cinco de seus filhos em 2007. O caso, que estava na lista de "arquivo morto", referente a casos não resolvidos, mobilizou a polícia durante mais de uma década. Os crimes aconteceram no condado de Yolo.

Segundo o comunicado da polícia, o suspeito Paul Allen Perez já foi condenado por agressão sexual e outros crimes.

Graças à nova tecnologia de DNA, as autoridades foram capazes de identificar um bebê morto encontrado por um pescador em março de 2007 em um contêiner lacrado carregado com "objetos pesados". Ele foi identificado como Nikko Lee Perez.

Nikko, que tinha três meses de idade, foi embrulhado em um cobertor e em um plástico e colocado em um refrigerador de metal. A causa da morte, segundo a legista, um "trauma contundente à força".

A identificação foi feita apenas em outubro de 2019, e levou investigadores a descobrir que outros quatro irmãos de Nikko também foram mortos quando tinham menos de seis meses de idade. Os corpos de três deles não foram encontrados.

Com um bebê identificado e descoberta de mais vitimas, a polícia chegou ao pai das crianças. O delegado responsável pelo caso, Tom Lopez, disse em comunicado que "em 40 anos de trabalho, não consegue pensar em um caso mais chocante do que esse".

O suspeito se apresenta hoje a um tribunal de Yolo para depor e dar andamento ao caso. Se for considerado culpado, Perez pode ser condenado à prisão perpétua sem direito a liberdade condicional ou ainda a pena de morte.

Internacional