PUBLICIDADE
Topo

Motorista da Uber é preso por sequestro após transmissão de corrida nos EUA

Olomola está preso, acusado de sequestrar duas pessoas e dirigir de forma imprudente - iStock
Olomola está preso, acusado de sequestrar duas pessoas e dirigir de forma imprudente Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

16/02/2020 08h02Atualizada em 16/02/2020 16h21

Um motorista da Uber de Virgínia, nos Estados Unidos, está sendo acusado de sequestro depois que dois passageiros transmitiram ao vivo, nas redes sociais, a perseguição dele a outro carro durante a corrida.

Segundo a rede de televisão CNN, o motorista Olufemi S. Olomola, 38, pegou o casal John Murray e Tameka Swann na porta de casa para levá-los a um jantar, mas, nos primeiros minutos da corrida, o carro foi atingido por outro veículo na traseira.

"Pensei que íamos parar, e eles [os dois motoristas envolvidos na batida] trocariam informações, mas o outro motorista arrancou e foi embora", contou Murray. "Eu não imaginava que ele [o motorista da Uber] ficaria furioso e começaria uma perseguição".

Nesse momento, o casal começou a transmitir a situação ao vivo no Instagram. No vídeo, é possível ver Olomola acelerando o veículo e ultrapassando diversos sinais vermelhos.

"O motorista não nos deixa sair. Ele está tentando pegar o cara que bateu nele", diz Swann durante a transmissão. "Eu tenho quatro filhos, não posso andar assim, você precisa nos deixar sair", pede ao motorista, que responde: "Não posso deixar esse cara livre".

Em determinado momento, o motorista para e deixa os passageiros saírem. "Esse foi o momento mais assustador da minha vida", disse Swann à CNN.

Olomola está preso, acusado de sequestrar duas pessoas e dirigir de forma imprudente.

Conversas em viagens de Uber poderão ser gravadas

Band Notí­cias

Internacional