PUBLICIDADE
Topo

Homem é preso por coagir jovens a publicar vídeos e fotos íntimas na Coreia

Cho Joo-bin, de 24 anos, chantageava pelo menos 74 mulheres, 16 delas adolescentes - iStock
Cho Joo-bin, de 24 anos, chantageava pelo menos 74 mulheres, 16 delas adolescentes Imagem: iStock

Do UOL

28/03/2020 22h28

Um homem de 24 anos foi descoberto pela polícia por manter grupos de conversa no aplicativo de mensagens Telegram para escravizar sexualmente jovens na Coreia do Sul.

Cho Joo-bin organizava um sistema em que usuários da plataforma pagavam para ver jovens realizando "atos sexuais humilhantes sob coerção", segundo informou a polícia sul-coreana à CNN.

Cho chantageava pelo menos 74 mulheres, 16 delas adolescentes, que publicavam fotos e vídeos pornográficos no grupo.

Autoridades suspeitam que cerca de 260 mil homens participavam do grupo de conversa.

O homem foi preso na semana passada, acusado de produzir e distribuir de pornografia infantil, abuso sexual, chantagem, coerção, fraude, distribuição ilegal de informações privadas e agressão sexual por meio de filmagens ilegais.

Após a prisão de Cho, mais de quatro milhões de pessoas assinaram petições exigindo punições mais pesadas e pedindo que as autoridades divulgassem o nome dos outros envolvidos no esquema.

Investigação

Foram dois estudantes de jornalismo que trouxeram Cho à atenção da polícia em julho de 2019, confirmaram as autoridades à CNN.

A dupla, que pediu para usar os pseudônimos Kwon e Ahn para proteger suas identidades, descobriu os grupos de bate-papo enquanto investigava crimes sexuais na internet.

Internacional